Zine Cultural - 11 Anos

Publicidade

CONECTA
SEST SENAT

11 Set 2014

Festa Alemã 2014 Eu Fui

Publicado em Eu fui... as 16h39





Chopp e boa comida. Isso já é motivo o suficiente para reunir amigos, mas a Festa Alemã 2014 vai muito além. A equipe do Zine Cultural marcou presença e se divertiu (muito) na tradicional festa. 

Equipe Zine Cultural (parte dela) iniciando os trabalhos

A cultura alemã se mostra presente em cada parte do bairro Borboleta no período da festa. Os tradicionais chapéus com os broches presos sempre na cabeça e a caneca de chopp na mão são vistos com frequência. Os trajes dos grupos de dança também passeiam entre o público, trazendo ainda mais um pouquinho da Alemanha para Juiz de Fora.   

Entre um chopp e outro, com destaque pro saboroso chopp de trigo,  as apresentações do grupo de dança alemã chamavam atenção do público. Os mais animados entraram, literalmente, na dança. Até o Seu Zine, Alexandre Silveira, participou da divertida brincadeira. E desce mais chopp, por favor. Para recarregar as baterias, salsichão, joelho de porco e torta alemã. Tudo no mais alto padrão. Simplesmente fantástica a culinária germânica. Saímos com sorriso de orelha a orelha e um pouquinho mais alemães também. 

A Festa Alemã vai até domingo, 14/09. Confira a programação completa aqui. 

Amandas do Zine no clima europeu

Publicado por: Vinícius Barreto


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



05 Set 2014

Guest Fashion Inverno

Publicado em Eu fui... as 14h52





Mais uma edição do Guest Fashion está rolando em sete andares do Victory Business Hotel neste final de semana, e a equipe feminina do Zine, que não é boba nem nada, tirou a manhã de sexta para conferir as novidades e abastecer o guarda-roupa com as peças mais desejadas dos últimos tempos.

Nas arraras das mais de 60 lojas, achamos várias peças com super descontos. Na Skunk, por exemplo, vestidos, blusas e saias variam de R$300 a R$19,00.

Na Hill Store, encontramos shortinhos que são a cara do verão por R30,00.

Destaque também para as bijouterias, que, na Índias do Brasil, por exemplo, vão de R$8,00 a R$34,00, com muitas cores e mix de peças que vão fazer sucesso na próxima estação.

E claro que não podiam faltar os nossos achados: Amanda Firjam se jogou nas blusas trabalhadas em tecidos finos e paetês por R$69 para arrasar na nightTalita Scoralick, que adora uma pechincha, levou pra casa uma saia floral por R$35,00, um colar por R$18,00 e uma regatinha por R$20,00. Já Natália Andrade arrematou uma cropped por R$20,00, uma camisa xadrez por R$40,00 e um shortinho por R$30,00.

E você, já passou pelo Guest? Divide com a gente os seus achados!

Publicado por: Talita Scoralick


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



07 Ago 2014

Leveza e Intensidade

Publicado em Eu fui... as 13h00





Tudo começa com uma visão embaçada, movimentos lentos, 16 bailarinos em palco repetindo passos do balé clássico. Mas progressivamente, o espetáculo Belle, da companhia de dança Deborah Colker consegue deixar sem fôlego mesmo aqueles menos entendidos da arte, mesclando a dança contemporânea, com expressões carnais e execuções brilhantes.

A montagem extremamente densa apresenta a história de Séverine, uma bela jovem em Paris que conhece seus mais profundos desejos ao se deparar com sua própria dualidade, traindo o marido ao trabalhar como prostituta em um bordel.

As sapatilhas de ponta e a leveza do figurino vão dando lugar aos pés no chão, roupas sensuais e expressões cada vez mais carnais. Todo cenário ganha movimento com o decorrer da história e o palco se torna pequeno para aqueles 16 bailarinos, que juntos, ocupam cada espaço existente e, como em passe de mágica, sobem e descem escadas, lustres, sofás e de repente, já não estão mais alí.

Imagens divulgação

Toda essa atmosfera de cores, luzes e trilha sonora provoveram uma grande hipnose na plateia que lotou o Cine-Theatro Central na noite desta quarta-feira (06). Certamente deixando, em cada um deles, a vontade de assistir a mais espetáculos assim em Juiz de Fora.

Publicado por: Natália Andrade e Talita Scoralick


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



21 Jul 2014

Mochilão pela Europa

Publicado em Eu fui... as 18h00





Foram 15 cidades em 7 países diferentes. Anesley Pereira resolveu aproveitar as férias para embarcar numa aventura ao lado do primo e amigos. O objetivo era conhecer a Europa, seus principais pontos turísticos e vivenciar a experiência de ser um mochileiro. Depois de 25 dias, Ane contou ao Zine o que mais a encantou pelo caminho.
 
Anesley com #ZineMania na Catedral de Milão (Duomo di Milano) na Itália
 
 
"O mais curioso foi sem dúvida a recepção das pessoas frente a um grupo de brasileiros 'turistando' em plena Copa do Mundo. Era muita gente dizendo que estava torcendo para o Brasil e muitas manifestações ao verem nossa bandeira. Como brasileira apaixonada pelo meu país, foi impossível não prestar a atenção frente ao verde e amarelo que invadiu a Europa; vitrines, roupas, fachadas de restaurantes e bares, tudo era enfeitado com as nossas cores.
O momento de maior emoção foi sem dúvida a Torre Eiffel (foto). Esse era um velho sonho de uma estudante de moda e arte. Assistir a torre iluminada na noite de Paris, foi simplesmente incrível. Não tive como conter as lágrimas e o sorriso incontrolável nos lábios. Estar ali foi a prova de que nossos sonhos podem sim se tornarem reais. Outro lugar marcante em Paris foi a Pont des Arts, ou ponte dos cadeados. Vi casais apaixonados jogarem trancarem seus cadeados e jogarem as chaves no rio Sena, uma expressão perfeita da fé no amor eterno.
Milão foi outro momento mágico, mais uma capital da moda repleta de gente linda e alegre. O Castelo Di Neuschwanstein (foto) na Alemanha foi uma surpresa a parte. Um lugar incrível, famoso por ter sido inspiração para o castelo da Cinderela da Disney. Suas imponentes torres e localização privilegiada mostrou que conto de fada tem mais da vida real do que eu imaginava!
Veneza é um encanto à parte... cidade linda, romântica e aconchegante! Foi incrível os momentos que vivemos lá. O passeio de gondola não dá pra ficar de fora do roteiro de quem visita a cidade. Outro momento marcante da Eurotrip foi o Mont Banc, Chamonix (foto), nos alpes franceses. O Pico mais alto da Europa com seus 3842m é um lugar fantástico onde é possível se encontrar neve quase o ano todo.
Cada um dos lugares por onde passei revelaram um segredo e algo de especial. Não tem como escolher um favorito ou o melhor de todos. O mais incrível disso tudo mesmo foi estar vivenciando cada detalhe da viagem, dos lugares, dos sabores, dos cheiros. Ver o brilho nos olhos das pessoas e a delícia de descobrir um mundo tão diferente e tão especial quanto o meu!"
 

Publicado por: Talita Scoralick


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



21 Jul 2014

O vencedor da Corrida da Fogueira

Publicado em Eu fui... as 15h17





Contrariando o ditado “tudo que é bom, dura pouco”, a Corrida da Fogueira completou nessa última edição a incrível marca de 67 provas com outro número surpreendente: 3000 mil participantes. Uma verdadeira festa. O clima contagiava todos que, por ventura, tivessem que passar pela Praça do Bom Pastor naquele momento. Nos 7 km de prova na corrida e os 4 km de caminhada, a corrida da Fogueira desperta a vontade de correr em que está assistindo e a vontade de se superar em quem está participando.

E mesmo com tanta tradição, um jovem senhor com a mesma idade da corrida resolveu participar pela primeira vez da prova. Geraldo Alírio, mais conhecido com Vô Lalado, ou também, meu vô. Sempre soube do seu invejável talento para caminhadas desde as idas ao supermercado do bairro para as compras do almoço de domingo. Fazia muita força para alcançar suas passadas largas, acompanhada de seus assovios. A maratona das compras só era aliviada nas paradas para comer suspiros em banquinhos pelo caminho. Ali eu já sabia: ninguém para esse Vô Lalado.

Do caminho de casa até o local da prova, alguns desses 67 anos foram sendo contados. “A Corrida da Fogueira teve início no Marianinho. Era uma festa muito bonita, mas o clube não teve condições de manter a organização por muito tempo. Foi quando o Cesporte tomou a frente e transferiu o percurso para o Santa Terezinha, onde vocês a conheceram. Agora é no Bom Pastor, mas ainda continua uma grande festa”.

Não importa o tempo de prova, nem quantas edições ela completou naquele dia, muito menos a idade do meu vô. O importante foi a alegria do meu vô e de quem o reconhecia como uma inspiração, assim como eu. Com todo respeito ao 1º colocado, o vencedor dessa edição pra mim foi outro. 

Para conferir mais sobre a prova e os vencedores, clique aqui.

Publicado por: Vinícius Barreto


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | Próximo

Publicidade

GERMAN

Twitter

Publicidade

Mansão
VISTA GRAF
André Pavam
VISTA GRAF
Open TV

Coluna do Dia - 16/09/2014

16 de setembro de 2014
+ ver todas as edições
    @ZineCultural