Entrar
Clique aqui para entrar

Adriana Calcanhotto em JF @ Cine-Theatro Central - Zine Cultural

Out
06
2018

Adriana Calcanhotto em Juiz de Fora @ Cine-Theatro Central



A Nomad Produções apresenta Adriana Calcanhotto em Juiz de Fora, com o show da nova turnê, "A Mulher do Pau Brasil"!


Ingressos

Nos eventos que oferecem a possibilidade de ingressos "meia-entrada", é necessário comprovar a condição com documentação específica.

EVENTO JÁ REALIZADO

Adriana Calcanhotto em Juiz de Fora

 

No dia 06 de outubro, O Cine-Theatro Central recebeu Adriana Calcanhotto em Juiz de Fora, em um evento realizado pela Nomad Produções. A cantora apresentou o show de sua nova turnê "A Mulher do Pau Brasil", idealizada como um concerto-tese, como conclusão de sua residência artística na Universidade de Coimbra, na qual esteve nos dois últimos anos entre cursos e apresentações. A repercussão do projeto resultou em uma tour pela Europa que, a partir de agosto, chega às cidades brasileiras.

 

Rádio Oficial



💻 Site Oficial: radioitatiaiajf.com.br

👍 Facebook: www.facebook.com/ItatiaiaJF

📷 Instagram: instagram.com/itatiaiajf

 

Cobertura fotográfica do Zine Mania

 

Sobre a turnê "A Mulher do Pau Brasil"

Acompanhada pelos músicos Bem Gil Bruno Di Lullu, Adriana apresenta um repertório com canções compostas durante sua estadia no território lusitano, além de releituras como "As Caravanas", de Chico Buarque; e clássicos de sua carreira como "Inverno", "Vambora" e "Esquadros". A abertura do show é em tom autobiográfico, com a inédita canção-título, que também retoma o nome de um espetáculo do início de sua trajetória na música, no início dos anos 80, em Porto Alegre. Nessa época, foi instigada pelo "Manifesto da Poesia Pau Brasil", do modernista Oswald de Andrade, assim como toda a sua influência no movimento tropicalista décadas depois.

 


O show de Adriana Calcanhotto em Juiz de Fora é parte da nova turnê da cantora, "A Mulher Pau Brasil" (Imagem retirada da internet)

 

Tais temas, que sempre foram presentes em sua obra, ressurgiram durante a temporada em Coimbra. Prova disso é a retomada da música "Vamos Comer Caetano" em seu repertório, composto para o disco "Maritmo" (1998). A canção sublinha o conceito antropofágico do espetáculo por meio da ideia de devorar, apropriar, reinventar a informação que vem de fora. A cantora, que foi nomeada Embaixadora da Língua Portuguesa da Universidade de Coimbra no final de 2015, conta que nunca se sentiu tão brasileira como agora: "Costumavam me perguntar se eu já tinha virado portuguesa e eu sempre respondia que não", relata.

 

 


 

O Zine Cultural não se responsabiliza por alterações de última hora efetuadas na programação deste evento sem comunicação prévia à redação.
Publicidade

Você também pode gostar!

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!

Publicidade