Entrar
Clique aqui para entrar

Anticorpos: Dança, espetáculo e oficina @ oandardebaixo - Zine Cultural

Jun
09
2018

Anticorpos - Dança, espetáculos e oficinas @ oandardebaixo



Oficinas e espetáculos com o objetivo de potencializar o diálogo, a reflexão e a produção no âmbito da dança, com o grupo Corpo Coletivo.


Ingressos

Nos eventos que oferecem a possibilidade de ingressos "meia-entrada", é necessário comprovar a condição com documentação específica.

EVENTO JÁ REALIZADO

No próximo fim de semana (09 e 10/06), o Corpo Coletivo apresenta uma imersão na dança n'OAndardeBaixo. O evento "Anticorpos – Núcleo de Investigações em Dança”, tem o objetivo de potencializar o diálogo, a reflexão e a produção no âmbito da dança, do teatro, da performance e dos estudos sobre o corpo. Desde março de 2012, sob a coordenação do professor  Éden Peretta, “Anticorpos”, desenvolve suas atividades de pesquisa teórico-práticoa junto ao Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto (DEART/UFOP). Confira a programação abaixo.

 

 

ESPETÁCULOS

 

Sábado (09/06) 

 

20h: Undercurrent – do nervo à unha

• Sinopse: O espetáculo compartilha fragmentos de um universo invisível aos olhos, mas óbvio à substância escura que escorre no verso das peles. Sob as peles escorrem correntes profundas. Pulsões. Desejos. Ódios. Paixões. Abaixo das peles se ergue um sujeito que antecede as diferenciações de raça, gênero e cor. Sob as peles pulsa uma vida nua que projeta uma zona de indistinção, problematizando as dimensões normativas da sociedade. Despidos das peles caminhamos entre a morte e a afirmação da vida.

 


Corpo Coletivo n'OAndardeBaixo (Foto: Página oficial do Corpo Coletivo no Facebook)

 

Domingo (10/06) 



19h: Zoé – Restos de uma vida nua

• Sinopse: “Zoé” tem o intuito de revelar gestos da vida humana que são determinados como restos pela sociedade. Traz como pano de fundo o conceito homônimo trabalhado pelo filósofo Giorgio Agamben. O espetáculo objetiva questionar a soberania do “eu” com imagens de duplos que caminham entre a animalidade e a humanidade, afim de criar uma cena tão simples quanto fantástica, em uma perspectiva surrealista. O espetáculo de dança-teatro apresenta-se em fragmentos, compondo uma cena imagética com colagens de sentidos subjetivos ao corpo, com influências técnicas e poéticas tanto da dança contemporânea quanto do contato improvisação e do Butô. 

 




Corpo Coletivo n'OAndardeBaixo (Foto: Página oficial do Corpo Coletivo no Facebook)

 

OFICINAS

 

Sábado (09/06) 

 

14h às 17h: Dança Butô

• Conteúdo: A oficina visa compartilhar alguns princípios técnicos e poéticos da intrigante manifestação cênica nascida no Japão, nas décadas após o fim da segunda guerra mundial. Filha herética de seu tempo, carrega em seus fundamentos tanto elementos pré-modernos da cultura japonesa como a acidez do pensamento da contracultura europeia. A dança butô  ensina possibilidades infinitas de experimentação dos corpos, apresentando a potência existente no encontro entre carne, escuridão e poesia.

• Condutor: Éden Peretta é professor do Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto e Doutor em Estudos Teatrais junto à Università di Bologna, Itália. Parte de sua tese foi traduzida e publicada em forma de livro pela editora Perspectiva, com o título "O soldado nu: raízes da dança butô" (2015). 

Público alvo: Interessados pelos tema, com ou sem experiência | Até 25 pessoas | Liberada para observadores.

 


Foto: Biel Machado

 

Domingo (10/06) 

 

14h às 17h: Contato + Improvisação

• Conteúdo: A oficina propõe um processo de investigação corporal a partir do toque, da escuta interna do movimento e expansão das noções de peso, centro, queda, entre outras pesquisas relacionadas. Busca o investimento em sensações, movimentos e percepções. Entrar em um território de investigações próprias do corpo de cada participante. São utilizados como “dispositivos disparadores”, para se investigar em dança nesta oficina, princípios da dança , contato improvisação e processos de composição em cena. Cria possibilidades de nos mover em planos diversos de composição por meio de nossos corpos no espaço. 

• Condutora: Pan Ribeiro praticou capoeira, aulas de bio-dança, danças circulares, yoga e  dança contato improvisação, estilo de movimento corporal com o qual se identificou profundamente e segue na aprimoração seus conhecimentos e estudos na área. Experimenta a dança como linguagem principal, tanto na área artística quanto na terapêutica. Graduou-se em Artes Cênicas na Universidade Federal de Ouro Preto em 2015. Atualmente, desenvolve sua pesquisa de mestrado e participa como integrante do núcleo Anticorpos.

 


Corpo Coletivo n'OAndardeBaixo (Foto: Página oficial do Corpo Coletivo no Facebook)

 

Como posso me inscrever?

 

Ingressos paras os espetáculos e inscrições para oficinas por meio dos contatos abaixo:
• E-mail: barbaracarbogim@hotmail.com (Bárbara Carbogim)
• Telefone e whatsapp: (31) 99328 -5249 (Bárbara Carbogim)


• Valor: R$ 20 (cada evento)

 


Corpo Coletivo (Foto: Página oficial do Corpo Coletivo no Facebook)

 


 

O Zine Cultural não se responsabiliza por alterações de última hora efetuadas na programação deste evento sem comunicação prévia à redação.
Publicidade

Você também pode gostar!

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!

Publicidade