Entrar
Clique aqui para entrar

Retratos do Artista: Arlindo Daibert @ MAMM - Zine Cultural

Retratos do Artista: Arlindo Daibert @ MAMM


E ainda, lançamento do livro "Diário: excertos", publicação póstuma do artista juiz-forano.


  • Evento já realizado
  • 23/11 (Sex) a 23/02 (Sáb) - 19:30 | MAMM | Museu de Artes Murilo Mendes

Ingressos

Nos eventos que oferecem a possibilidade de ingressos "meia-entrada", é necessário comprovar a condição com documentação específica.
  • Valores

Entrada franca

Nesta-sexta (23/11), ocorre o lançamento do livro "Diário: excertos”, publicação póstuma, e abertura da exposição “Retratos do Artista: Arlindo Daibert”, no Museu de Arte Moderna Murilo Mendes (MAMM). O processo criativo do artista vem à tona com o lançamento do livro, que  traz trechos de seu diário.  A organização do livro é de responsabilidade de Júlio Castañon e Ronald Polito. A exposição, na galeria Poliedro, apresenta memórias que relembram a vida e trajetória de Arlindo como artista por meio de vitrines, documentos, trechos de diário, cartas, fotografias, relatos de exposições, eventos que participou e cartões postais compartilhados com a família e amigos, além de algumas obras do próprio Daibert. Textos do poeta, bem como documentos deste resgate, também são exibidos. A entrada é franca.

 


Arlindo Daibert (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

 

Nos fragmentos selecionados, destaque para as anotações do artista sobre seu trabalho, relatos sobre visitas a museus e mostras pelo Brasil e pelo mundo, além de comentários sobre arte e algumas ilustrações originais. Desdobramento do livro, a exposição traz um vasto material pessoal, com trechos de seu diário, além de fazer um apanhado crítico e biográfico, que apresenta as interfaces de sua obra com a literatura e o perfil do artista na tradição das
artes visuais brasileiras.
 

O artista 

 

Conhecido por seu trabalho como desenhista, gravador e pintor, Arlindo Daibert nasceu em Juiz de Fora, em 1952, e formou-se em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora em 1973. Logo após sua formação acadêmica, estudou gravura em Paris, no Atelier Calevaet-Brun. A vocação para as artes visuais e o apreço pela literatura formam a substância de sua obra.
Com seus trabalhos, participou de diversas mostras internacionais, em espaços prestigiados como a galeria da Casa do Brasil, em Roma; o Brazilian Centre Gallery, em Londres, e a Galeria Vicent Bernat, em Barcelona. 

 



“Macunaíma” | Arlindo Daibert (Foto: Acervo MAM-RJ/Divulgação)

 

Nos anos 1980, Arlindo Daibert ingressou no Departamento de Artes da UFJF, a partir do qual empreendeu o projeto de catalogação do acervo do poeta Murilo Mendes. Daibert foi peça fundamental nas conversas da Universidade com a viúva do escritor, Maria da Saudade Cortesão, e no fechamento do acordo que repatriou a biblioteca e o acervo de artes visuais do poeta. Seu papel como professor também foi importante, formando várias gerações de artistas juiz-foranos hoje consagrados.

 


“Grande Sertão Veredas” | Arlindo Daibert (Foto: Acervo MAM-RJ/Divulgação)

 


 

 

Publicidade

Você também pode gostar!

Zine Imóveis

// Imóveis em destaque!
Publicidade