Entrar
Clique aqui para entrar

Mostra de Teatro Online - Zine Cultural

Dez
16
2020

Mostra de Teatro Online



Confira a programação da Mostra de Teatro dos grupos orientados pelo Programa de Qualificação em Artes (PQA).


  • 16/12 (Qua) a 18/12 (Sex) - 20:00 até 21:00 | Online
  • 19/12 (Sáb) a 19/12 (Sáb) - 14:00 até 19:00 | Online

Ingressos

Nos eventos que oferecem a possibilidade de ingressos "meia-entrada", é necessário comprovar a condição com documentação específica.

EVENTO JÁ REALIZADO

Nos dias 16, 17, 18 e 19 de dezembro é realizada a Mostra de Teatro 2020 do Programa de Qualificação em Artes (PQA). O horário é sempre das 20h às 21h, exceto dia 19/12 que tem início às 14h.

 

A transmissão acessível em libras é realizada via canal de YouTube e página no Facebook das Oficinas Culturais

 

Programação:

 

16/12 (quarta) - 20h às 21h

AQUELAS QUE VIERAM ANTES DE NÓS!

Grupo: Pagu Cia de Teatro – Presidente Prudente
Orientação: Daniela Schitini
Classificação indicativa: 12 anos

 

Sinopse: Aquelas que vieram antes de nós, 4 histórias, 4 gerações de mulheres. Lembranças daquelas que foram silenciadas, caladas, violentadas, infelizes. Resgatamos então essas histórias, a ancestralidade, para que comece em nós o novo ciclo de mulheres que podem ser livres.

 

COVID-EVANEIOS 

Grupo: Cia Império Teatral - Caraguatatuba
Orientação: Evandro Cavalcante
Classificação indicativa: 14 anos

 

Sinopse: Mais que um devaneio, vários. Adolescentes trancafiados, expostos à loucura. A Cia Império Teatral apresenta com (des) prazer os estopins da criatividade juvenil, hormônios e inutilidades durante o fim do mundo. Nenhum animal, árvore, pais, ou mães foram feridos durante as gravações.

 

OTELO - FRAGMENTOS CÊNICOS

Grupo: Núcleo Ágora de Teatro - São José dos Campos
Orientação: Abraão Kimberley
Classificação indicativa: 14 anos

 

Sinopse: O grupo apresenta fragmentos sobre personagens de Otelo, tragédia de Shakespeare. Com sonoridades próprias e músicas que compõem o estudo, são exibidos monólogos de quatro personagens. Propõe reflexões sobre raça e gênero, com uma linguagem que mescla a narratividade e o trágico shakespeariano.

 

O CORDEL DO PEQUENO PRÍNCIPE

Grupo: Cia Entre Palcos - Palestina
Orientação: Maria Beatriz Henrique
Classificação indicativa: livre

 

Sinopse: O sertão do nordeste é um lugar vazio e sem vida, até que um avião cai lá... Um espetáculo cheio de regionalismo e orgulho nordestino, onde retirantes se transformam em personagens do clássico de Exupéry, com falas em rima de Cordel. Feito para quem acredita que o essencial é invisível aos olhos.

 

BANG BANG ONLINE

Grupo: Gatu Teatral - Ubatuba
Orientação: Ícaro Pio
Classificação indicativa: 12 anos

 

Sinopse: Bang Bang Online é um reality show. Um misto de BBB, Bang Bang Brasil e BBI Bang Bang Inglaterra, é tv, é teatro e é um absurdo. Esse programa veiculado nas redes sociais é inovador, pois já começa na grande final. Quando a imagem é o que vale, valem cirurgias, maquiagem, filtros no "fakebook".

 

CAI UM, CAI TODO MUNDO!

Grupo: Coletivo Verum de Teatro - Santos
Orientação: Edu Brisa
Classificação indicativa: Livre

 

Sinopse: Preocupado em conservar a sujeira da cidade debaixo do tapete, o prefeito convoca uma reunião por vídeo chamada para informar uma notícia inesperada. Tendo presente os responsáveis pela gestão da cidade na conferência, o pânico se torna ainda maior com uma descoberta inusitada ao fim da reunião.

 

 

Reflexões com Valéria Lauand

Classificação indicativa: Livre

 

Sinopse: Artistas que orientaram processos nesta edição são convidados para comentar e propor reflexões a partir da exibição dos recortes de cena. Valéria Lauand é atriz e arte-educadora. Formada no Curso Técnico de Ator pela Escola de Arte Dramática – EAD/ECA/USP, pós-graduada no curso de Arte e Educação da E.S. Célia Helena. Como atriz, atuou em Quem Fica com Quem, Montanha Russa, Tempo de Viver, Vestir o Pai, O Enigma Blavatsky, Nossa Vida em Família, entre outras peças. Adaptou e dirigiu o monólogo Moscarda (2007). Foi Artista-orientadora do Programa Vocacional, Programa de Iniciação Artística – PIÁ, Programa de Qualificação em Artes (Projeto Ademar Guerra), Fábricas de Cultura e SP Escola de Teatro.

 

 

17/12 (quinta) - 20h às 21h

 

ALMAS PENDURADAS

Grupo: Cia. Bambolina – Paraguaçu Paulista
Orientação: Pedro Enrique Viana
Classificação indicativa: livre

 

Sinopse: Essa é a história de Catarina, uma menina sonhadora que vê a mãe todos os dias lavando roupa incansavelmente. A menina não entende o motivo da mãe lavar até as roupas do pai que ela nunca conheceu. Mas de uma coisa ela tem certeza, ela não nasceu pra lavar roupa.

 

CASCA E FRENESIS DE UMA ALICE

Grupo: Cia Azul de Teatro & GET Miragem - Dracena/Santa Bárbara D'Oeste
Orientação: Edu Brisa
Classificação indicativa: livre

 

Sinopse: O coletivo irá compartilhar recortes de como foram os processos de desenvolvimento dos textos e de adaptação ao meio digital.

 

KINTSUKUROI, A ARTE DE EMENDAR

Grupo: Grupo Panela de Expressão – Ourinhos
Orientação: Valéria Lauand
Classificação indicativa: 10 anos

 

Sinopse: KINTSUKUROI-emenda de ouro. Mais do que restaurar as cerâmicas quebradas é dar-lhes um novo significado com as emendas em ouro. Em um presente tão tumultuado o trabalho mostra que é preciso não esconder nossas linhas de fissuras, mas sim exibi-las para assim se recuperar e superar as cicatrizes.

 

 

O DESPERTAR DA PRIMAVERA

Grupo: Viva Arte Cia de Teatro – Teodoro Sampaio
Orientação: Juliana Eiras
Classificação indicativa: 14 anos

 

Sinopse: O espetáculo traz monólogos inspirados na obra "O Despertar da Primavera" baseando-se na reflexão sobre a vida numa perspectiva adolescente, entendendo que a adolescência é um mundo secreto. Dois garotos descrevem suas memórias mais intimas, possibilitando espiar este mundo pelo buraco da fechadura.

 

ISOLAMENTO COMPARTILHADO

 

Grupo: Grupo Teatral Apanela - Ribeirão Preto
Orientação: Gabriel Gonçalves
Classificação indicativa: 12 anos

 

Sinopse: A exibição propõe o compartilhamento de três trabalhos gerados em um período onde o online se fez cada vez mais presente, buscando novas formas de se estar juntes. Quedas, quedas e reconexões, dificuldades encontradas com sucesso! Um furo no espaço-tempo: a criação coletiva em espaços diferentes.

 

 

XSINDZIVXS (Y) SO LA MEN TO

Grupo: GAL – São José do Rio Preto
Orientação: Clayton Nascimento
Classificação indicativa: 14 anos

 

Sinopse: XSINDZIVXS:1. O que não pode ser dito; 2. Que ou quem foi anulado por não condizer com a normalidade; 3. Não pronunciável; 4. É aquilo que dizem para não ser. Provocados pelo atual momento, o grupo mergulha e ressignifica sua investigação cênica adaptando – se em um experimento audiovisual.

 

Reflexões com Daniela Schitini

 

Classificação indicativa: Livre
 

Sinopse: Artistas que orientaram processos nesta edição são convidados para comentar e propor reflexões a partir da exibição dos recortes de cena. Daniela Schitini é atriz, dramaturga e artista orientadora, formada pela EAD-USP e Teatro Escola Célia Helena. Integrou por 20 anos o grupo As Graças realizando diversas montagens como atriz e dramaturga. Trabalhou com diretores como Celso Frateschi, Elias Andreato, Cris Paoli Quito, Kleber Montanheiro, Vivien Buckup, Ednaldo Freire, Marco Antonio Rodrigues. Foi assistente de direção de Celso Frateschi e Simone Grande e dirigiu com Andrea Tedesco o texto O Mundo lá Fora. Como orientadora participou do Projeto Vocacional e diversas edições do Programa de Qualificação em Artes (Ademar Guerra).

 

18/12 (sexta) - 20h às 21h

 

O REINO DE GAYA

Grupo: Pé de Gente - Peruíbe
Orientação: Leilton Oliveira
Classificação indicativa: livre

 

Sinopse: Em um Reino que poucos enxergam, existem diversas formas de vida e cada uma fazendo a sua função. Em meio a elas existe uma Princesa que os ajudava nessa missão...em meio a uma incrível força de viver, Gaya tenta a todo custo manter seu reino em ordem diante das ameaças causadas pelo homem.

 

 

BENETAZZO AQUI, BENETAZZO EM MIM, BENETAZZO, PRESENTE!

Grupo: Teatro de Trincheira - Caraguatatuba
Orientação: Tayná Maria
Classificação indicativa: 12 anos

 

Sinopse: Com base nos relatos das pessoas que conheceram Antonio Benetazzo, essa obra trabalha memórias de Caraguatatuba no recorte da ditadura civil-militar brasileira. Utilizando-se do Teatro Verbatim, os atores compartilham seus corpos imersos na conjuntura em busca da memória, verdade e justiça.

 

MARIAS

Grupo: Coletivo Cultural Athos e Essência - Araras
Orientação: Lais D'Addio Souza de Moura
Classificação indicativa: 16 anos

 

Sinopse: Marias retrata as violências sofridas principalmente por mulheres em ambientes públicos e privados. Levantando questões como falhas nas denúncias e interferência religiosa na violência doméstica, é o amplificador para as vozes de todas as Marias que gritam por socorro.

 

ESSA MULHER

Grupo: Grandioso Teatro da Mínima Dimensão - Brotas
Orientação: Arthur Casagrande
Classificação indicativa: 14 anos

 

Sinopse: Esta áudio-encenação é concebida para o público cego ou com baixa visão, como também para videntes que abram os olhos para dentro. Trata-se de uma mulher descobrindo-se muitas, tateando as paredes da memória de suas ancestrais, atando e desatando nós. Seu ventre verte verso.

 

NUVENS ESCURAS E DENSAS

Grupo: Borandá - Lorena
Orientação: Jandilson Vieira
Classificação indicativa: 12 anos
 

Sinopse: O grupo BORANDÁ traz no seu processo criativo a memória como instrumento que contará o papel da mulher no cinema. Atrizes e ator que pesquisam a extinção dos cinemas de rua e trazem a cena filmes e interpretações de atores que marcaram a sétima arte.

 

DENTRO

Grupo: Cia Cássio B de Teatro - Lorena
Orientação: Guilherme Tsuji
Classificação indicativa: 14 anos
 

Sinopse: DENTRO é uma obra pós-dramática de web-teatro. Nove personagens confinados estão prestes a presenciar um cataclisma universal que irá dizimar a raça humana. Ao saber disso, nossos personagens chegam ao limite, lidando com essa situação da forma mais genuína, intensa e extrema que podem.

 

Reflexões com Gabriel Bodstein

Classificação indicativa: Livre
 

Sinopse: Artistas que orientaram processos nesta edição são convidados para comentar e propor reflexões a partir da exibição dos recortes de cena. Gabriel Bodstein é ator formado pela Escola de Arte Dramática (EAD/ECA/USP) e Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo pela PUC-Campinas. É fundador e integrante do Grupo 59 de Teatro. Sua atuação pedagógica se dá principalmente por meio da máscara como dispositivo em processos formativos e na criação teatral. Em sua carreira, dentre diversos trabalhos, atuou junto a Dagoberto Feliz, Tiche Vianna e Barracão Teatro. Foi artista-orientador do Programa Vocacional na edição 2018.


 

19/12 (sábado) - 14h às 19h

 

Convidados: Maria Adelaide Amaral, Maria Fernanda Cândido, Luh Maza e Samir Yazbek.

Grupos participantes: Aliteatro – Presidente Prudente | Cia Ímpares – Tatuí | Aos Olhos de Sofia – Piracicaba | Fruidores de Arte – Santos | Cia. Pé de Ator – Itariri | Mythus – Macatuba | Cia. Espelunca – São Carlos.

 

14h

Abertura com os apresentadores Miguel Arcanjo e Aysha Nascimento

Miguel Arcanjo é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP e bacharel em Comunicação pela UFMG. Eleito pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil.

Aysha Nascimento é atriz, dançarina, professora e diretora de Teatro. Formada pela Escola Livre de Teatro de Santo André. Bacharelada e licenciada em dança pela Universidade Anhembi Morumbi. Integrante fundadora da Cia. Dos Inventivos (2005) e Coletivo Negro (2008).

 

14h30

 

Conversa: PERCURSOS ARTÍSTICOS
Participantes: Maria Adelaide Amaral e Maria Fernanda Cândido
Mediação: Sérgio Ferrara
Classificação: Livre

 

Sinopse: Por meio de um olhar sobre suas trajetórias, Maria Adelaide Amaral e Maria Fernanda Cândido refletirão sobre os diversos desejos, ofícios, temas, interesses e referências que alimentaram suas pesquisas, obras e carreiras. Através de histórias do teatro, da televisão, do cinema e de outras linguagens artísticas, será possível conhecer um pouco mais do amplo quadro de realizações das artistas.

Maria Adelaide Amaral nasceu em Portugal e veio para o Brasil com 12 anos. Dramaturga e romancista, formada em Jornalismo, trabalhou na Editora Abril de 1970 a 1986. Entre suas peças mais importantes estão Bodas de Papel, O Abre-alas, De Braços Abertos e Minha Querida Mamãe, todas ganhadoras do Prêmio Moliére. Estreou na televisão em 1990 como coautora das novelas Meu Bem, Meu Mal, Anjo Mau e A Próxima Vítima. Outros de seus sucessos são as minisséries A Muralha, Os Maias, A Casa das Sete Mulheres e Um só Coração. Em 1986 publicou o romance Luísa Quase uma História de Amor, ganhador do Prêmio Jabuti. Escreveu, também pela Editora Globo, Aos Meus Amigos, Dercy de Cabo a Rabo, O Bruxo e Tarsila. Seu último trabalho na TV foi a minissérie JK.

Maria Fernanda Cândido é atriz e apresentadora. Faz parte do conselho diretor da Casa do Saber. Seus trabalhos foram: A Indomada (1997) e estreou nos palcos de teatro com o espetáculo Anchieta, Nossa História.  No ano 2000 participou da minissérie Aquarela do Brasil. Em 2001, esteve em cartaz com a peça O Evangelho Segundo Jesus Cristo, e, em 2002, voltou a atuar numa trama italiana, mas dessa vez em um núcleo brasileiro. Em 2003, estreou no cinema com o filme Dom e ganhou o Kikito de Melhor Atriz, pelo Festival de Gramado.

 

15h30

O PERICO

Grupo: Aliteatro – Presidente Prudente
Orientação: Ernani Sanches
Classificação indicativa: livre

 

Sinopse: Em uma incrível saga o Palhaço Perico vai mostrar as mais incríveis técnicas bombeirísticas, mas ele precisará de um grande ajudante. Para isso, ele mostrará todo o treinamento necessário para ser um grande palhaço bombeiro... Ou seria um bombeiro palhaço?

 

(AB)SURDO CORAÇÃO

Grupo:  Cia Ímpares - Tatuí
Orientação: Gabriela Flores
Classificação indicativa: 14 anos

 

Sinopse: O que vem após o grito? Após as lágrimas de sal? (ab)surdo coração é o encontro, o choque entre uma mulher e um homem. Duas pessoas tentando sobreviver à frieza das relações líquidas. (ab)surdo coração é inspirado livremente em "Peça coração" e "Psicose 4:48".

 

A VIDA É SONHO

Grupo: Aos Olhos de Sofia - Piracicaba
Orientação: Gabriela Davoli
Classificação indicativa: 14 anos

O Zine Cultural não se responsabiliza por alterações de última hora efetuadas na programação deste evento sem comunicação prévia à redação.
Publicidade

Você também pode gostar!

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!

Publicidade