Entrar
Clique aqui para entrar

Pintura do Tipo Brasileira - 15 anos Galeria Hiato @ Hiato Ambiente de Artes - Zine Cultural

Ago
31
2017

Pintura do Tipo Brasileira - 15 anos Galeria Hiato @ Hiato Ambiente de Artes



Exposição coletiva com Curadoria por Renata Gesomino.


Ingressos

Nos eventos que oferecem a possibilidade de ingressos "meia-entrada", é necessário comprovar a condição com documentação específica.

EVENTO JÁ REALIZADO

A Galeria Hiato comemora, no dia 31 de agosto, seus 15 anos de atividades dedicadas a produção plástica local e nacional contemporânea, com a exposição "Pintura Tipo Brasileira"A mostra visa enaltecer a Pintura em suas diversas linguagens e formas de indagação a respeito da mesma ,onde o artista busca romper com os paradigmas e modelos que foram surgindo através da história da representação pictórica . A curadora carioca Renata Gesomino foi convidada para escolha do elenco da mostra, que foi composta com 16 artistas: Antonio Bokel, Bet Katona, Cynthia Vasconcellos, Edmilson Nunes, Fátima Junqueira, Geraldo Souza Dias, Jorge Duarte, Julio Ferreira Sekiguchi, Manfredo de Souzanetto, Marcia Clayton, Marcos Cardoso, Mirela Luz, Osvaldo Carvalho, Petrillo Priscilla de Paula e Raimundo Rodrigues. A exposição pode ser visitada de 1 a 16 de setembro. A entrada é franca.

 

 

A mostra “Pintura do tipo Brasileira” pretende fazer uma remissão irônica ao famoso artigo publicado pela primeira vez em 1955, intitulado “American type- painting”, que pode ser encontrado com as seguintes traduções: “Pintura do tipo Americana” e em tradução mais recente como “Pintura à Americana”. Neste trabalho, Greenberg reúne esforços retóricos pautados na criação de dois fundamentais parâmetros estéticos de qualidade para autorizar e afirmar a potência da geração de artistas pertencentes ao expressionismo abstrato americano a partir de conceitos evolutivos de planaridade (flatness) e de pureza.

 


Obra de Oswaldo Carvalho (Foto: divulgação)

 

Pensando na iniciativa Greenberguiana, isto é, a de legitimar diante da tradicional hegemonia europeia toda uma geração de artistas americanos, sobretudo, após o término da segunda guerra mundial, reiterando a massificação do imperialismo cultural ianque, pretende-se afirmar, da mesma maneira, utilizando o arcabouço teórico da metodologia formalista como alicerce, a produção pictórica contemporânea brasileira diante do atual panorama hegemônico que privilegia e destaca ainda majoritariamente artistas europeus e americanos.

 


Obra de Raimundo Rodrigues (Foto: divulgação)

 

Para tanto, a mostra coletiva buscou reunir de maneira inédita, artistas de gerações distintas da arte contemporânea brasileira estabelecendo uma “Forma fácil”, isto é, de fácil compreensão para o observador e para o público não cultivado.

 


Obra de Raimundo Rodrigues (Foto: divulgação)

 

Inspirada no desejo modernista de totalidade e baseada na apreensão tipológica ou taxonômica de algumas obras especificamente circunscritas na esfera do campo pictórico, a exposição justapõe trabalhos de dimensões variadas e elementos estéticos plurais que vão desde a silenciosa planaridade dos colorfields às narrativas figurativas de cunho político. Encontram assim uma espécie de transição de linguagens exatamente entre a figuração e a abstração.

 

Horário de Funcionamento:

De segunda a sexta: 9 às 12 h | 14 às 18h
Sábados: 9 às 13h

 


Obra de Mirela Luz (Foto: divulgação)

O Zine Cultural não se responsabiliza por alterações de última hora efetuadas na programação deste evento sem comunicação prévia à redação.
Publicidade

Você também pode gostar!

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!

Publicidade