Entrar
Clique aqui para entrar

Entre Beatles e tambores - Zine Cultural

Blog

Entre Beatles e tambores

Por: Talita Scoralick

O Bloco do Sargento Pimenta, grupo conhecido por reproduzir as músicas dos Beatles junto com tambores e ritmos carnavalescos, estará de volta à Juiz de Fora neste sábado (15), no Cultural Bar. Às vésperas do Carnaval, o grupo prepara um grande show para reencontrar o público juiz-forano, que já é destino certo na rota do Bloco.

Para contar um pouco mais da história do Bloco do Sargento Pimenta, Leonardo Stul - um dos diretores - nos deu uma entrevista para contar detalhes da carreira, a ligação do grupo com a cidade e dos planos futuros!

Vocês imaginavam que chegariam a ser considerados um dos melhores blocos de rua em tão pouco tempo de grupo? A que vocês atribuem esse sucesso?
 Absolutamente. É claro que sempre quisemos fazer um bloco que fosse uma ótima releitura da banda mais influente do mundo, mas não esperávamos esse sucesso tão repentino. Tivemos uma boa ideia e queríamos colocar o nosso bloco na rua, tudo começou assim. Sem qualquer pretensão ou plano futuro... E foi exatamente assim! Tivemos (nós e os foliões) direito a uma alegria fugaz. Uma ofegante epidemia. Que se chamava carnaval, como Chico Buarque escreveu.
São vários fatores que nos fizeram chegar até aqui! Claro que o cuidado com os arranjos, a escolha dos ritmos brasileiros, os árduos ensaios de harmonia e bateria são fatores preponderantes para que sejamos reconhecidos. Mas, além disso, temos uma visão diferenciada em termos de direção, planejamento, posicionamento, comunicação, ou seja: achamos que é de relevante importância pensar no bloco de uma forma mais macro, considerando tudo que o cerca. Vê-se tais resultados nas nossas artes, nas nossas mídias sociais, no acompanhamento do dia a dia do bloco, etc.

Como é a visão dos mais “conservadores” sobre as adaptações das músicas feitas por vocês?
Os mais conservadores, ou tradicionais, como os nomes já dizem, são menos propensos a reconhecer mudanças em processos já estabelecidos. Mas eles são importantes também! Tradição não é sinônimo de algo retrógrado ou negativo, muito pelo contrário. Nós, do Bloco do Sargento Pimenta, somos fruto do carnaval que por sua vez é o que é devido, também, aos mais tradicionais e conservadores. Por outro lado, é importante dizer que a riqueza do carnaval está exatamente na pluralidade, na criatividade, no novo, no inusitado. Sendo assim, da mesma forma que os blocos tradicionais já foram modernos e novos, achamos que nós tivemos e temos um papel importante no atual carnaval de rua do Rio de Janeiro.
Aqui fazemos questão de não criar polêmica, porque não temos a pretensão de ser unânimes. Se nem os Beatles foram, imaginem o nosso bloco. A única coisa que pedimos é que antes de nos criticar (e, por favor, o façam a vontade!) se informem, vejam, procurem saber, investiguem as fontes. Porque se não podemos garantir a unanimidade do gosto e carinho de todos, podemos garantir que sempre tentamos agir de forma ética, justa, coerente, obedientes às legislações, criativos, inovadores, ...

Qual música não pode faltar no show?
Seriam algumas, mas, indo na linha do clichê, afirmaria aquela que nos nomeou: Sgt Pepper's Lonely Hearts Club Band
E sobre a apresentação de vocês na Rock Street, no último dia de Rock in Rio, é pra mostrar que definitivamente não há barreiras entre gêneros musicais?
Somos do Rio e nossa juventude teve como uma referência em termos de evento o Rock in Rio. Assim que recebemos o convite ficamos muito honrados e felizes. Uma vez passado o entusiasmo começamos a pensar e ver que talvez fossemos mal recebidos... Mas mesmo assim fomos em frente. Qual foi a nossa surpresa: em pleno dia do Heavy Metal, um sucesso enorme, com todos vestidos de preto em homenagem às suas bandas de Heavy Metal pulando ao som de All my loving em marchinha e Twist and Shout em afoxé. Ou seja: não há barreiras, de fato! :-)
Vocês já vieram à Juiz de Fora algumas vezes. Qual a lembrança que vocês carregam do público juiz-forano? E o que a galera pode esperar para o próximo show, neste sábado, no Cultural?
Juiz de Fora foi a primeira cidade, além do Rio, que nos recebeu. Por isso já temos um carinho adicional por JF. E sempre foi um espetáculo, uma galera animada, pulando junto, que sempre lota o Cultural numa energia sensacional.
A galera pode esperar um pré-carnaval com cara de carnaval! Set-list escolhido a dedo para todos possam se acabar de tanto Beatles e Carnaval.
Pra terminar, o que o bloco tá planejando para este e outros carnavais?
Nunca paramos de criar e inventar... Todo o carnaval tem uma novidade! Quem vier ao Aterro do Flamengo no dia 03 de março vai saber do que estamos falando ;-)
Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade