Entrar
Clique aqui para entrar

Não se apega, não - Zine Cultural

Blog

Não se apega, não

Por: Natália Andrade

Isabela Freitas é blogueira e escritora de Juiz de Fora e um fenômeno nas redes sociais! Com mais de 260 mil curtidas no Facebook e 56 mil seguidores no Instagram, a jovem de apenas 23 anos se prepara para lançar um livro pela Intrínseca e tornar-se a primeira autora nacional a publicar um livro de ficção juvenil na editora. O Zine Cultural bateu um papo com Isabela, que nos contou sua rotina, o surgimento do blog e os desafios de publicar um livro!
 De onde veio a ideia de criar um blog para falar sobre relacionamentos? 
Bem, pra começo de conversa, eu não sabia o que era um blog. Pois é. Eu apenas tinha um twitter com 25.000 seguidores, e as meninas que me seguiam viviam pedindo para que eu criasse um blog. Fui atrás de saber o que era, como fazia, e fiz! Mas eu não queria falar ‘’mais do mesmo’’. Ser mais um blog de moda, mostrando looks do dia. Resultado? Fiz um blog falando sobre relacionamentos e no primeiro mês tive 1 milhão de acessos. Acho que acertei.
 Como você descobriu o gosto pela escrita? 
 Ah, desde pequena. Quem gosta de ler e escrever sabe do que eu estou falando. É uma coisa que parece que nasce com a gente. Eu sempre fui uma devoradora de livros, no colégio, era sempre eleita a leitora do ano (no caso a pessoa que mais alugou livros no período de um ano!), e com o meu pai, estava sempre choramingando para ele comprar um livro novo. Quando não tinha livros novos, eu relia os antigos. Tenho livros aqui em casa que já reli 8 vezes.
 Qual foi a melhor experiência que você teve depois que virou blogueira?
Com certeza ter sido convidada pela Editora Intrínseca a escrever um livro, porque afinal, eles são uma das melhores editoras do Brasil. Quando recebi o email nem acreditei. Li, reli, li, reli. Joguei o nome da editora no Google pra ter a certeza de que eram eles. Eram. É que a gente sempre tem um sonho impossível na vida. O meu era esse: escrever um livro. E ver que esse sonho ‘’impossível’’ estava se tornando realidade, nossa, foi demais pra mim. Acho que até hoje não caiu a ficha.
 Qual é a diferença entre a Isabela Freitas antes e depois do blog?
 A Isabela de antes do blog era bem imatura, e não acreditava no amor. Mas acho que de tanto escrever sobre o amor, e de ajudar as pessoas que me mandam emails pedindo conselhos, eu acabei me tornando a mulher que sempre quis ser. Eu amadureci, porque foi necessário um amadurecimento. É aquela coisa: quem dá o conselho, muitas vezes não o segue. Era assim comigo. 
 Ser blogueira se tornou uma profissão para muitas meninas, como no seu caso. Como  você lida com essa atividade?
Olha, as pessoas acham que é fácil, que a gente ganha dinheiro pra ‘’não fazer nada’’, mas não é nada disso. Ter blog dá um trabalhão! O meu blog então, nem se fala. Afinal, eu escrevo, né? E não é sempre que a inspiração está ao seu lado. Mas os seus leitores, sim, eles estão. E eles cobram, pedem, reclamam se fica dois dias sem post novo, mandam emails pedindo conselhos... Blogueira não tem férias, não tem fim de semana, e não consegue dormir cedo. Eu madrugo todos os dias! Tenho que ler uns 100 emails por dia, caçar inspiração pra post novo por aí, atualizar twitter, facebook, instagram, tumblr, e o blog. Mas é claro que nada no mundo paga trabalhar com o que se ama. E eu fico muito feliz por ter chegado a esse ponto.
 Como é ser uma web-celebridade, ter várias fãs que se identificam e se espelham em  você?
Lembro que a primeira vez que uma fã veio pedir para tirar foto comigo, meu pai estava ao meu lado, e depois que a menina saiu de perto, ele me deu a maior bronca. “É assim que você trata suas fãs? Nem perguntou o nome dela! E onde ela morava? Você perguntou? Isabela, não pode tratar suas fãs assim.’’ Sabe, a verdade é que eu sou muito tímida. Demoro a me soltar com as pessoas, entende? Então as primeiras vezes que fui abordada, eu devo ter passado uma imagem de pessoa fechada. E eu não sou assim! Claro que agora eu já me acostumei. É muito legal ver que seu trabalho é reconhecido, e que tem pessoas que te admiram, e te incentivam. Eu fico muito feliz mesmo. Porque eu não seria nada sem minhas leitoras, e fãs. Elas são meu suporte, e se hoje eu estou onde estou, é por causa delas.
 Como vai ser e quando será lançado o seu livro? 
 A data nós não podemos divulgar ainda. Essa copa meio que ‘’ferrou’’ com nossos planos de lançamento, por assim dizer. Mas está muito próximo. O meu livro é um chick lit (que são livros de romances leves, divertidos), e tem como personagem principal uma garota chamada… Isabela. Isabela é desajeitada, e só se dá mal nos relacionamentos. É decepção atrás de decepção, e em meio a esse caos, ela tenta se encontrar, se amar, e aprender que a vida é muito mais do que encontrar seu‘’príncipe encantando’’. Posso adiantar que o livro “Não se apega, não’’ será vendido nas melhores livrarias do Brasil, e também online. E teremos lançamentos no Rio de Janeiro, e em Juiz de Fora também.
 Quais são seus planos para o futuro?
 Não ter planos. Fazer planos me frustra. Mas no momento eu tenho um sonho: ver o “Não se apega, não’’ se tornar um sucesso, e escrever a continuação dele. 
Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade