Entrar
Clique aqui para entrar

Faz-me rir! - Zine Cultural

Blog

Faz-me rir!

Por: Redação

Seja no cinema, na TV ou nos palcos, eles têm sempre uma piada na ponta da língua para arrancar gargalhadas até dos mais sérios. No Dia do Comedianteconversamos com artistas da cidade e região, para descobrir de onde vêm suas inspirações e o que faz eles darem uma boa risada!
 
Alan Pandeló, humorista do grupo Butecomédia, conta que ser comediante é mais que uma profissão, é uma forma de ver a vida com uma olhar cômico e transformar situações em algo hilário. Ele conta ainda que é muito fã do Léo Lins, por suas piadas criativas e inteligentes e que Fábio Porchat também é um de seus preferidos, por sua ótima interpretação. O que não pode faltar em seu show são textos que retratam o cotidiano, além de uma pitada de auto depreciação, porquê falar mal de si mesmo, sempre leva o público às gargalhadas! E qual é o filme de comédia que o Alan adora? "É lógico que sempre revejo Lagoa Azul (risos)... O filme de comédia que mais gosto é Curtindo a Vida Adoidado, de 1980, onde Matthew Broderick finge estar doente para matar aula e aprontar com os amigos".
Para o mágico comediante Rafael Titonelly, ser humorista é poder dar sua própria visão para as coisas ao redor e trazer alegria para o mundo que anda carente de sorrisos! Em seu espetáculo, "não podem faltar piadas de bêbado e bicha, interpreto isso bem!". Rafael gosta de comédias leves, estilo comédia romântica, e comenta que Fábio Porchat é uma inspiração, não só para ele, mas para muitos outros. Rafael lembra ainda de Pedro Bismarck que, segundo ele, é um monstro do humor e foi seu mestre durante quatro anos!
E por falar em Nerso da Capitinga... Pedro Bismarck comenta que essa profissão representa tudo, é o que ele sabe fazer e, acima de tudo, adora fazer. Inclusive, se não fosse humorista, não sabe o que seria na vida. Pedro nunca deixa de assistir os filmes do Mazzaropi e tem Chico Anysio como referência, por ter sido o mais critativo e completo humorista que ele já viu. E já que seu carro chefe é o Nerso, "não podem faltar nunca os causos da roça, mais conhecidos como causos da Capitinga".
Vindo da Cia. de Teatro Putz, Tarcízio Dalpra afirma que a a expressão comediante reprensenta mil coisas e boas risadas. Assiste sempre qualquer filme do Monty Python, pelo valor artístico, e Se Beber Não Case, pela identificação! Em suas apresentações, política, sexo e religião são presença garantida. Para Tarcízio, os melhores comediantes são "os que acham que fazem comédia, porquê costumam ser os mais engraçados".
Gueminho Bernardes sempre traz em seus espetáculos "sexo e religião", porquê são questões essenciais para o ser humano. Jerry Seinfeld, Louis CK, Lewis Black, George Carlin, Woody Allen e Monthy Phyton fazem parte do time de inspirações do humorista e Seinfeld está presente diariamente em sua rotina, como uma "musculação para o cérebro". Para Gueminho, "o comediante tem o poder da cura, do remédio. Tem o dom de fazer graça, a capacidade de educar através da piada. Diverte e alegra milhões de pessoas todo dia, para que elas possam ter força pra enfrentar as dificuldades de suas vidas".
Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade