Entrar
Clique aqui para entrar

Como surgem os escritores? - Zine Cultural

Blog

Como surgem os escritores?

Por: Natália Andrade

"Quem não lê, mal fala, mal ouve e mal vê", já diria nosso querido Monteiro Lobato. E não há como negar que além de uma ótima ferramenta de conhecimento, a leitura é também um excelente hobby. Quem nunca ficou tão imerso em uma história que leu o livro de uma vez só para saber logo o desfecho dos personagens? Por trás das grandes histórias, sempre existe uma mente incrível que imaginou tudo aquilo durante um bom tempo até a história se materializar nos livros publicados. E como o Dia Nacional do Livro é comemorado amanhã, 29 de outubro, conversamos com alguns autores de Juiz de Fora para saber como é o início da carreira na literatura.

via GIPHY

Ulisses Belleigoli, veterano no assunto, já escreveu 11 livros, dos mais variados gêneros. "Pra mim, o maior desafio de iniciar uma carreira de escritor foi perceber, um dia, que as histórias que eu inventava na minha cabeça poderiam ser compartilhadas com outras pessoas. Perceber isso e não se acovardar, ou seja, colocá-las no papel, é um grande desafio. A melhor parte é acabar de escrever um livro. É quando seus personagens encontram seus caminhos. E o livro encontra caminho nas vidas de outras pessoas, com outros olhares. É quando a acaba a solidão da escrita e começam as jornadas dos leitores, as trocas."


Ulisses no lançamento do livro "Soberano"

Já a jovem Marianna Leão é praticamente uma estreante no mundo da literatura. Recentemente, ela publicou seu primeiro livro. "A primeira etapa é conseguir entender como funciona o mercado editorial. Saber que, por mais que você pense no seu livro como uma obra, ele é um produto. Você tem que se mostrar 'vendável' para as editoras. Para isso tem que ter presença contante em redes sociais, estar sempre em eventos, estabelecer um relacionamento com influenciadores e leitores, além de outras coisas. São tarefas que eu amo, mas que por ainda não ter como me dedicar exclusivamente, têm se revelado um desafio. A parte mais recompensadora são as pessoas que você conhece. Os autores, leitores e blogueiros. Nunca vou esquecer do dia que um leitor do Maranhão me mandou inbox dizendo que tinha amado a minha história e que era meu fã. Essa troca intensa é linda demais e faz tudo valer a pena."


A felicidade de Marianna Leão com seu primeiro livro, o "Clube da Meia Noite"

Com três livros publicados, Vinícius Grossos já está no mundo da literatura há alguns anos. "O maior desafio é se inserir no mercado, propriamente dito. Conseguir uma editora bacana, ir fazendo sua base de leitores. Mas tudo precisa começar de algum ponto, né? Então, o que eu fiz foi não ficar esperando as coisas caírem do céu. Eu arrisquei de forma independente e comecei a correr atrás. Com o tempo, as portas foram se abrindo naturalmente. Definitivamente a parte mais recompensadora é o contato com os leitores. Seja em eventos como a Bienal, ou até por emails, mensagens. Quando fico sabendo que algum leitor se sentiu tocado por uma história minha, eu sei que tudo valeu a pena."


Vinícius Grossos autografando sua última publicação "1+1: A Matemática do amor"

Também tem vontade de embarcar nesse mundo? Então aproveite as dicas e comece a tirar seus planos do papel! Deixamos aqui a nossa singela homenagem a todos os escritores que fazem nossa vida mais feliz, com ótimas histórias!

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade