Entrar
Clique aqui para entrar

No céu de JF - Zine Cultural

Blog

No céu de JF

Por: Vinícius Barreto

Os primeiros drones foram planejados para uso militar, tirando a necessidade de pilotos para reconhecimento de áreas perigosas. Hoje em dia, os pequenos zangões, (ou drone in english) ganharam versões mais modernas e podem ser pilotados por qualquer pessoa.


foto:reprodução

O céu de JF também já é local de vôo de drones. O juiz-forano Caio Cezar, que conheceu e se apaixonou pela tecnologia fora do Brasil, trouxe um equipamento de lá: “Eu comecei a voar em Orlando, nos EUA, e me apaixonei. Trouxe pra cá e comecei a voar por hobbie, quando pintou os primeiros trampos com o drone. De lá pra cá, trabalho toda semana. Juiz de Fora recebeu muito bem essa novidade.” 

Os takes áereos estão em alta no mercado, principalmente em casamentos e competições esportivas, oferecendo um ponto de vista sensacional daquele momento. Já existe até um protótipo de pulseira-drone que tira uma 'selfie' do usuário.

O mineiro utiliza o modelo DJI,  que tem autonomia de vôo de 18 a 25 minutos, dependendo do peso da câmera e das condições do tempo.  O alcance do sinal é de 2km, mas é necessário um aparelho chamado FPV, que transmite a imagem que o drone 'enxerga' para poder controlar sem o contato visual.  “Em alguns lugares é arriscado voar. Centros comerciais são perigosos por terem muitos outros tipos de sinas que podem interferir no sinal do Drone. Eu costumo arriscar pra fazer umas imagens mais bonitas. Geralmente a galera não gosta muito de sobrevoar água, já fiz uns takes muito bons de campeonato de surf e do Museu Mariano Procópio assim.”

foto: acervo pessoa Caio Cezar

As imagens feitas com o aparelho realmente são fantásticas. Confira o vídeo produzido por Caio com algumas imagens e voe por JF com a gente. 

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade