Entrar
Clique aqui para entrar

Ao som da sanfona - Zine Cultural

Blog

Ao som da sanfona

Por: Natália Andrade

Com dezesseis anos de história e muitas curiosidades nesse caminho, a banda Bicho de Pé atingiu o sucesso ao participar do programa SuperStar e mostrar um forró gostoso de ouvir e dançar! E, é claro, depois do programa eles não param mais e estão rodando o país com seu show. Como neste sábado é dia de Bicho de Pé em Juiz de Fora, o grupo concedeu ao Zine Cultural uma entrevista exclusiva, que você confere abaixo!

A história do grupo começou quando vocês se conheceram dançando forró. Como foi isso?
Em meados dos anos 90 existia em São Paulo um movimento de forró; Chica Brother, o mais velho da banda, já tocava com o violeiro e compositor, Miltinho Edilberto pelas casas de forró. Daniel Teixeira, Potiguara Menezes e Janaina Pereira, também frequentavam essas casas para dançar. Até um dia, que Janaina foi convidada para fazer backing vocal nesta banda do Miltinho e passou a participar dos shows. Daniel já tocava com bandas amadoras nas mesmas casas de forró e conhecia Potiguara dos bailes. Até um dia que resolveram montar uma banda profissional e convidaram Janaina para ser a vocalista da banda. 
 
Dentro do grupo, quais são as principais influências musicais?
Uma grande influencia é Luiz Gonzaga, inclusive gravamos um CD e DVD, chamado “Olhando pra Lua - Tributo a Luiz Gonzaga”, que foi inteiramente dedicado à ele. Outra grande influencia é o genial Dominguinhos, que participou em uma música do disco “Que Seja”. Diversos artistas também deixam sua marca na nossa trajetória como: Elba Ramalho, Fagner, Zé Ramalho, Chico César, Gilberto Gil, Geraldo Azevedo, Jackson do Pandeiro, entre outros.
 
Foto: Divulgação
 
Além da projeção nacional, o SuperStar influenciou, de alguma forma, no som de vocês?
De certo modo sim. Antes do programa, a banda já tinha uma trajetória de 16 anos. Aprendemos muitas coisas na raça, com os erros e acertos. Um programa deste nível nos trouxe lições na parte de produção musical e nos proporcionou grandes encontros. Tocamos com Elba Ramalho, que já havia participado do nosso disco ”A Vida Vai”, Geraldo Azevedo e Daniela Mercury. Incorporamos ao nosso repertório uma música que fizemos com Daniela no programa, chamada “Nobre Vagabundo”. Esta música faz muito sucesso nos shows e por isso, estamos gravando uma música inédita, de autoria da nossa vocalista Janaina Pereira, que tem essa mesma levada da música baiana dos anos 80 e convidaremos Daniela Mercury para participar dela. 
 
Quais são os planos para o futuro?
Acredito que para uma banda ter muitos anos de carreira é preciso muito trabalho e paciência. A produção de músicas e os shows nunca podem parar. Depois do programa já produzimos um videoclipe de uma música inédita do próximo disco, chamada “De olho no olho”. Esta música é uma mistura de arrastapé com ska. O vídeo Clipe será lançado até inicio de abril. Estamos gravando o nosso 5º CD de estúdio, com muitas músicas autorais, participações especialíssimas, que deverá ficar pronto até agosto. Agora estamos nos aproximando dos meses mais corridos para as bandas de forró, que são os meses de maio, junho e julho. Neste período a quantidade de shows aumenta muito e aproveitamos para divulgar nosso trabalho pelo Brasil inteiro. 

E o que os fãs de Juiz de Fora podem esperar do show de vocês?
Será um show animado, dançante e engraçado. Além das músicas da banda, que fizeram sucesso nestes anos de carreira, tocaremos músicas de Dominguinhos, Luiz Gonzaga, Mutantes, Fagner, Zé Ramalho, Daniela Mercury entre outros. 
O show acontece neste sábado (14), no German! Para mais informações, clique aqui.
Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade