Entrar
Clique aqui para entrar

Tem Sangue Novo na Cena Musical de JF - Zine Cultural

Blog

Tem Sangue Novo na Cena Musical de JF

Por: Rívia Petermann

O Festival Sangue Novo está a todo vapor em Juiz de Fora, e nos propõe ter um olhar diferente sobre a cultura musical regional. Cercados por hits e músicos famosos, muitas vezes, sem querer, deixamos passar despercebidos artistas com grandes potenciais que estão logo a nossa volta. E como o próprio nome diz, o festival abre espaço para músicos de Juiz de Fora e região que tenham sangue novo nas canções, que tenham propostas de muita personalidade em estilos variados, e estavam apenas procurando um espaço para mostrar quem são e para o que vieram. O Cultural Bar abriu a porta para 76 bandas, das quais 10 chegaram na semifinal, dividida em 2 partes.



"A expectativa tem sido alta para esta data do dia 27. Estamos percebendo um interesse cada vez maior do público e dos músicos. O Sangue Novo vem crescendo a cada etapa e mostrando que Juiz de Fora tem muito potencial na sua produção autoral, desde que sejam dadas as devidas chances e haja uma sazonalidade frequente. Isso só mostra que o festival merece e tem todas as condições de se manter por diversas outras edições", diz Felipe Panisset, um dos organizadores do evento.  Já trouxemos a opinião das bandas e da produção sobre a primeira semifinal, e agora conversamos com os participantes da segunda, que rola neste domingo (27/11). Confira!



Banda Blend 87

"É um prazer participar do Sangue Novo. Primeiro por uma banda como a nossa, que de fato tem “sangue novo”, ter a oportunidade de tocar em um espaço como o Cultural. Fomos selecionados por uma banca com capacidade que acreditou no nosso sonho. O formato do festival permitiu não só o intercâmbio entre as bandas, mas também experiências diversas – a primeira fase foi no subsolo, e agora a segunda acontece no palco do Cultural. Estamos preparando um show principalmente de músicas autorais, já que acabamos de gravar nosso disco, por meio da lei Murilo Mendes. Estamos com este repertório fresco na cabeça e nas pontas dos dedos, e queremos mostrar nossas músicas para as pessoas, junto com algumas releituras que fazemos de clássicos da MPB, como de Belchior e Gilberto Gil. Tocamos muito satisfeitos, conhecemos uma galera legal e esperamos que esse intercâmbio entre as bandas continue."


Banda Pedra Relógio

"Para nós é uma grande honra fazer parte de um evento desse porte, em uma casa já consagrada da cena regional, ao lado de artistas talentosíssimos. Nossa classificação para esta fase do festival é motivo de muito orgulho, ao ver nosso trabalho sendo reconhecido fora de nossa cidade. Vamos levar para o palco do Cultural nosso trabalho autoral, da primeira fase da banda à fase atual. O repertório conta com o nosso EP, "Parasitas", gravado em maio deste ano, em São Paulo, com o produtor Lampadinha. E temos preparado também algumas surpresas de bandas que influenciam nosso som. Estamos muito animados e reiteramos o convite para todos prestigiarem a cena local da região, que está em grande crescimento, e curtir uma grande noite com os artistas presentes nesta semifinal."

Mauloa

Banda Mauloa

"Participar do Sangue Novo tem sido para nós, sem qualquer pederastia, um enorme prazer. Temos a chance de conhecer e criar laços com outros músicos da região e encontrar pessoas que se preocupam em fazer música autoral com qualidade e conteúdo. Além da alegria, tem sido também uma espécie de curso intensivo para nós da Mauloa. Quando nos inscrevemos, tínhamos apenas algumas pré-gravações próprias, porém, vontade, dedicação e potencial. Por sorte nossa, a galera enxergou isso e nos deu a chance. Entramos no festival absolutamente desapegados do seu caráter competitivo. Queríamos tocar, ouvir, mas principalmente ter um espaço para mostrar que estamos vivos e em atividade. Para a semifinal preparamos um show novo, com um repertório mais autoral, do Reggae ao Rock, passando pelo Ska, Funk e Dub, prezando sempre pelas letras e grooves impactantes. Este festival é incentivo à música, ao artesanato e toda produção artística independente. É trabalho sério e de qualidade, mas acima de tudo é diversão. Fica o convite a todos!"

Me Gusta Xagusta


Banda Me Gusta Xagusta

"A participação no Sangue Novo tem sido uma dádiva. Em nosso caso, ele é o elo para a reunião dessa banda que está se formando agora. Temos um CD que está gravado, mas não havia como lançá-lo ao vivo ainda, agora estamos mais perto de realizá-lo, graças a esse motivo. Além disso, mostrou que por trás do Véu de Isis existiam alquimistas poderosos dispostos a se unir para organizar o movimento, mas que, simplesmente, não se conheciam. E como nada acontece por acaso, esta é A Causa para efeitos que Juiz de Fora já começa a ver - como novas bandas participativas no cenário... Músicas boas! O circuito que se forma é de admiração e amizade, e esse é o espírito de um só corpo. O mercado distancia as pessoas, elas continuam fragmentadas e pequenas, o amor não - ele é espiritual, a motivação da vontade. Para aqueles que são vibração, poderão sentir o corpo ressonar neste portal que se abre. Estamos pensando em simplesmente tocar bem... Sabe aquele arroz com feijão de mãe? Ou aquele café com leite na roça, no final da tarde?"



Banda Soute

"O festival tem sido incrível. Dialogar com outras bandas e tocar em um espaço que já foi palco para tantos músicos que nos inspiraram são experiências únicas. Eu, João, criei a banda sozinho, tocando e gravando todos os instrumentos. Depois entraram a Gabriela Vázquez, o Fábio Visentin, o Nathan Eiterer, e o Tiago Nery. Com essa junção de estilos e passando a contar com a força dos integrantes mais recentes, fazemos o som que passeia da música caipira até o pop internacional, misturando músicas de bandas que provavelmente não tocariam juntas. Estamos gratos á organização, ao espaço que o Cultural e o Show Música estão oferecendo para a nova geração de músicos e bandas com trabalho autoral da nossa região. Nosso repertório para esta semifinal inclui músicas autorais, duas apresentadas ao público pela primeira vez, mashups inusitados e releituras de músicas já consagradas com o nosso toque."



Já deu para perceber que o clima no Festival Sangue Novo está cheio de boas expectativas, empolgação, música boa, novidades e tem tudo para continuar sendo marcante. Então, cola no Cultural Bar, neste domingo (27), 17h, para vivenciar a cena e fazer parte desta experiência! Afinal, o apoio à cultura local nunca é demais, e nem precisa de muito esforço, pois tem música para todos os gostos. Para saber todos os detalhes, é só acessar nossa agenda.

Ah, aproveita e deixa nos comentários para quem vai sua torcida, e sua opinião sobre o festival!

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade