Entrar
Clique aqui para entrar

Na ponta da língua - Zine Cultural

Blog

Na ponta da língua

Por: Natália Andrade

Não adianta negar: com o verão chegando, o aumento das festas e da curtição, todo mundo quer ficar com a boca (ainda mais) bem cuidada! Frequentemente, escutamos diversas dicas pra ajudar nessa higiene diária e muitas vezes não sabemos o que realmente é verdade ou não... Para esclarecer esses fatos, o Zine conversou com Diogo Miranda, coordenador do curso de Odontologia Estética da Pós Odonto Suprema:

  • Beijo na boca transmite bactérias?
VERDADE. Quando duas pessoas se beijam elas trocam, em média, 250 bactérias e podem transmitir ou contrair doenças perigosas como a gripe H1N1, além de bactérias relacionadas à cárie e a doenças periodontais. 
  • Ingredientes como canela, menta e gengibre combatem o mau hálito?
MITO. Esses alimentos mascaram o hálito momentaneamente e não o combatem de fato. E mascará-lo com frequência pode ser perigoso, uma vez que a halitose recorrente pode ser um sinal de que algo está em desordem no organismo. 
  • A escova dental deve ser trocada de dois em dois meses?
VERDADE. Isso ocorre porque há o desgaste natural das cerdas da escova, que ficam mais abertas e, por isso, não higienizam corretamente. Além disso, nesse período ocorre acúmulo bacteriano sobre as cerdas. É comum observar algumas escovas que apresentam indicadores nas cerdas (geralmente de cor azul) que quando diminuem, é um indicativo de troca.
  • Os enxaguantes bucais podem substituir a escovação?
MITO. Enxaguatórios não substituem a escovação! Estudos recentes têm mostrado que o efeito mecânico da escovação é insubstituível! Os enxaguatórios são complementares a escovação e possuem agentes antimicrobiano e fluoretos em baixas concentrações!
  • Mascar chiclete em excesso faz mal?
VERDADE. Quando em excesso pode trazer problemas, pois a função de mascar o chiclete estimula o estômago a trabalhar, produzindo suco gástrico com o objetivo de digerir os alimentos. Como não há alimento a ser digerido, esse suco gástrico, extremamente ácido, acaba atacando a mucosa do estômago, podendo provocar gastrites e úlceras. Além disso, o excesso de mastigação pode comprometer a articulação temporomandicular (ATM) causando dores e ruídos. Outro fato curioso é a presença de açúcares cariogênicos presentes no chiclete, que podem levar a maior incidência e risco de cárie. 
  • Tomar sorvete após extrair dente faz bem?
VERDADE. Após a extração ocorre o inchaço, nas primeiras horas.  Assim depois desse procedimento o que normalmente se recomenda é o uso de compressas geladas no lado da face onde foi feita a extração e o consumo de alimentos frios e gelados. É aí que o sorvete entra! A baixa temperatura faz com que os vasos sanguíneos na área de extração sofram uma constrição. Quando isso acontece, os vasos sanguíneos não são capazes de transportar um volume de líquido muito grande que iria provocar o inchaço. Como a maior parte do inchaço ocorre nas primeiras 24 horas após a extração, tomando esses cuidados de utilizar compressas geladas e consumir alimentos gelados, a quantidade de inchaço é minimizada.
Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade