Entrar
Clique aqui para entrar

Literatura fantástica - Zine Cultural

Blog

Literatura fantástica

Por: Talita Scoralick

Diego Santos é carioca, cresceu em Minas e é juiz-forano de coração. Sempre gostou de livros e há quase dez anos teve a ideia de escrever um. Se formou em jornalismo e, com 26 anos, realizou esse sonho, lançando na última semana o "Os guardiões do universo", o primeiro da série de sete volumes. Por isso, batemos um papo com o jovem escritor "Prata da casa" sobre carreira e o mercado literário.
Como surgiu a ideia de criar o livro?
Este é o meu primeiro romance, que dá um início a uma saga de literatura fantástica. A ideia surgiu há quase dez anos, mas eu precisei amadurecer muito o meu texto para colocá-la no papel. Acredito que aconteceu no momento certo. A premissa básica foi a de criar um grande mistério, e desenvolvê-lo ao longo trama, de forma a instigar a curiosidade do leitor.
Conta um pouquinho dessa história pra gente?
No primeiro volume, a história gira em torno de Zeq Braduck, um homem terrivelmente ferido e sofrendo de amnésia que chega em um planeta ditante e desconhecido. Lá, ele descobre que é um criminoso foragido, e que a simples referência ao seu nome é crime punível com pena morte. O que ele poderia ter feito de tão grave? Assim a história tem início.
Quais foram e são suas maiores inspirações literárias?
Além dos livros de literatura fantástica, como Senhor dos Anéis, Harry Potter e As Crônicas de Gelo e de Fogo, acredito que tudo o que eu li na vida de certa forma me influenciou. Destacaria os livros de mistérios de Sherlock Holmes, escritos por Conan Doyle. Além disso, histórias de outras mídias, como Star Wars e Doctor Who também foram de grande ajuda.
E como você vê o mercado literário atualmente?
Acho que, no momento, o mercado literário está mais aberto para histórias de literatura fantástica, por conta de sucessos como Harry Potter. Há alguns anos, não era fácil publicar livros desse gênero, pois havia grande resistência, tanto por parte das editoras quanto dos críticos especializados. Felizmente, esse situação está diferente hoje, pois descobriu-se que existe um grande público para essas publicações.
Pra finalizar, você pretende escrever outros livros? Quais são seus planos?
No momento, já estou trabalhando no segundo, e acredito que a série completa terá sete volumes. Além da continuação dessa saga, eu tenho outras ideias de histórias que certamente irei escrever. Quando se entra nesse mundo, parece-me impossível parar. Torna-se um vício, e você simplesmente precisa colocar essas ideias para fora, é inevitável. 
Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade