Entrar
Clique aqui para entrar

Quase o último do ano - Zine Cultural

Blog

Quase o último do ano

Por: Tainá Voltas

Já tem seis edições que os juiz-foranos ganharam ao final do mês, um sábado de muito lazer, cultura e entretenimento. Estamos falando do projeto Som Aberto da UFJF! Uma ideia que já existia desde a década de 70 e voltou recentemente para abalar as estruturas de qualquer amante de um evento ao ar livre. Em novembro, acontece a penúltima edição do ano. Então, você que ainda não marcou aquela presença esperta, dá uma corridinha porque depois é só em 2017! 

O Som Aberto une na Praça Cívica mais de 80 expositores de artesanato, moda e culinária, além de apresentações artísticas, musicais e culturais. Neste sábado, o evento vem com uma pegada bem bacana e apoia o Novembro Azul. Confira o que irá rolar na edição a partir das 14 horas.


MÚSICA:

  • Apresentação pela primeira vez de um estrangeiro. O músico mexicano Rogelio Serrano traz seu projeto Equinoxious para o palco do Som Aberto;

  • DJ Matheus Medeiros comanda a discotecagem;

  • A batalha de rock mais esperada dos últimos tempos, Beatles X Stones, acontece às 18h20 com as bandas Beatles Rock e Martiataka;

  • De São Paulo, a Anvil FX, comandada pelo juiz-forano Paulo Beto, também marca presença;

  • As meninas da Banda Matilda homenageiam Clara Nunes com um ensaio aberto;

  • No ritmo do rap, o Encontro de MC’s promove a Batalha de MC’s.


Foto: Divulgação

EXPRESSÕES CULTURAIS

  • O projeto Cavalete de Rua pretende levar arte ao público saindo do espaço reservado do ateliê e proporcionando maior contato com os artistas.

  • O programa Gente em primeiro lugar, desenvolvido pela Funalfa e gerenciado pela ACAV (Associação Cultural Arte Vida), leva várias crianças e adolescentes a esta edição do Som Aberto para apresentações de violão, flauta e percussão. 

  • O Ponto do Samba, projeto de extensão da UFJF, comandado pelo músico Carlos Fernando Cunha, leva ao evento a oficina Paticumbum: o ritmo das escolas de samba. 

  • O grupo Maracatu Estrela na Mata faz apresentação de maracatu de baque virado, uma manifestação cultural da música folclórica pernambucana afro-brasileira.

  • Amplitud traz novamente a arte circense ao evento, com a performance Fogaréu. Uma das mais belas e impressionantes realizadas pela artista Deborah Lisboa.  


Foto: Divulgação

Também vão estar por lá:

  • A Capoeira de Mestre Cuité e seus alunos;

  • Multiateliê – Laboratório de Criação Livre em Artes, Ciência e Tecnologia;

  • Varal de Resistência do coletivo Lambe Mais Oprime Menos;

  • Projeto Grana Verde;

  • Street Hypnosis. 




🎥 SERVIÇO:  Som Aberto 

📅 Quando: 26/11 (sábado)

⌚ Horário: 14h 

📍 Onde: Praça Cívica da UFJF


Mais informações: Som Aberto @ UFJF

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade