Entrar
Clique aqui para entrar

Zine & Zeca, um encontro incrível! - Zine Cultural

Blog

Zine & Zeca, um encontro incrível!

Por:

Um dos artistas brasileiros mais completos, que se aventura entre a composição, melodia, voz, instrumentos e tantos outros talentos vem aí! José Ribamar Coelho Santos apresenta sua nova turnê "Era Domingo", no Cine-Theatro Central, neste sábado (03/09)! Espera aí, não identificou quem é? O Zine ajuda. Dê o play, descubra o nome do cantor e prepare-se para mais uma #ZineEntrevista sensacional.


José Ribamar Coelho Santos, ou Zeca Baleiro, lançou seu primeiro disco em em 1997 pela MZA/Universal Music com o nome de "Por onde Andará Sthephen Fry". De lá para cá, sua discografia conta com mais de 10 CDs, 9 DVDs e sucessos a perder de vista. O Zine bateu um papo com o cantor e soube detalhes de sua última produção "Era Domingo". Confere aí! :)
                                                                 Foto de Rama de Oliveira

Seu novo trabalho, "Era Domingo", traz uma forma diferenciada de produção. Como foi desenvolver o projeto?
Tenho buscado novos meios de fazer cds e shows, para manter o frescor de sempre. Tenho conseguido, por ora. Compor ou produzir em parceria é muito prazeroso. Neste caso, chamei 13 produtores para trabalharem comigo na elaboração de 11 canções. Tem as participações de Lino Krizz, Luciana Vieira e Ellen Oléria nos vocais. Foi um processo muito instigante.

 
Zé Ramalho foi homenageado em um de seus projetos, o "Zeca Baleiro canta Zé Ramalho", foi um presente surpresa para o artista ou ele trabalhou em sua composição conjuntamente?
Ele não participou. Fui convidado para um projeto, tipo "Você topa cantar Zé Ramalho?”. O convite foi feito pela Monique Gardenberg, curadora do projeto e diretora do DVD. Gostei muito da escolha, porque conheço sua obra profundamente. Zé Ramalho é um autor incrível! Me senti desafiado a reler sua música do meu jeito, com liberdade, reverência e uma dose de veneno também, claro rs. É uma obra rica, poética, enigmática e intensa.
 
Qual a história por trás do nome Zeca Baleiro?
Sempre fui um implacável consumidor de doces, balas e toda sorte de guloseimas. Quando ingressei na Universidade, entre uma aula e outra, saboreava minhas balas. Como já era sabido que eu sempre tinha balas, quando alguém desejava comer uma, vinha a mim. Daí, para começarem a me chamar de Baleiro foi um passo. Confesso que, a princípio, aquilo não soava bem aos meus ouvidos.

Foto de Rama de Oliveira

O que os fãs juiz-foranos podem esperar do show na cidade?
Toco canções do CD e também antigas canções rearranjadas, além de releituras de outros compositores. Toco com minha banda. Tá com muito punch o show, gostoso de tocar. Espero que o público se divirta.

Com intervalos de no máximo dois anos entre um álbum e outro, isso indica que em 2018 teremos você envolvido com outro projeto? Quais são os próximos planos?
Veremos... Para já, tem um programa de TV, o “Baile do Baleiro” que estreia no Canal Brasil. Também, um DVD infantil, com 11 animações! Ambos em outubro.


E aí, deu vontade de ver esse artista de pertinho? Confira outros detalhes na agenda mais completinha da cidade: ZineCultural.com e divirta-se!

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade