Zine Cultural - 11 Anos

Publicidade

MANSÃO
START

24 Ago 2013

O Lendário Guilhermo Del Toro

Publicado em Cultura as 10h11





Não adianta. O mexicano Guilhermo Del Toro é um dos maiores nomes do cinema atual. Lembro quando escrevi meu primeiro texto, aqui no Zine, falando sobre J.J. Abrams, algo que vai caminhar pelos mesmos passos a partir de agora.

O diretor tem como um dos seus maiores destaques cinematográficos a produção do filme Labirinto do Fauno. De lá pra cá, nada de parar para pensar. Apenas um crescimento absurdo. A evolução parece acompanhar o diretor, que busca inspirações em diversas produções, cujos gêneros variam do terror à ficção, sem um gênero específico, e mostrando um grande crescimento do diretor em diversos aspectos.

E quando você menos espera, ele te surpreende. Del Toro era o nome escalado para a adaptação de O Hobbit mas, após diversos atrasos, abandonou o projeto. O motivo? Pacific Rim. Muitos já questionavam a direção, já que os fãs queriam o retorno de Peter Jackson. Contudo, parece que a decisão foi certa para as duas partes.

Agora, é o momento de grandeza do projeto Pacific Rim, já que o mesmo finalmente chega aos cinemas com um propósito ousado e diversas inspirações. Mais uma prova do diretor com a seguinte mensagem: "Eu não tenho um estilo único". Guilhermo Del Toro é o nome que passa por tudo e continua criando expectativas de diversas formas possíveis. Um diretor em crescimento? Não, ele já passou a ser uma lenda em ascensão.

Colunista convidado Marco Victor Barbosa:
Jornalista, editor e fundador do site 
Cinefagia (http://www.cinefagia.com.br)

Publicado por: Marco Victor Barbosa - Editor do site Cinefagia (filmes e séries)


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



14 Ago 2013

Subindo a serra

Publicado em Cultura as 14h42





O som marcante do Blues toma conta das Minas Gerais. A 14ª edição do Festival Ibitipoca Blues vem com tudo e promete botar todo mundo pra balançar ao som dos principais nomes do estilo no cenário nacional e internacional.

O Festival será realizado nos dias 23 e 24 de agosto, na charmosa serra de Ibitipoca, no Ibitilua. O visual perfeito, o friozinho típico e música de altíssima qualidade são a garantia de sucesso do evento. Gabriel Almeida, que curtiu o festival em 2001, afirma que é uma experiência única e prometeu voltar esse ano: “Ouvir Renato e seus Blue Caps, Celso Blues Boy naquela serra é uma sensação inexplicável, é só lá que rola isso, né!"

Hoje, o Festival Ibitipoca Blues está consagrado no cenário nacional do blues, sendo o mais tradicional. A cada nova edição agrega música de boa qualidade, com ecologia, arte e sustentabilidade.

Vencedor de um Grammy e considerado por muitos como um dos maiores gaitistas de blues do cenário, Peter “Madcat” Ruth é presença confirmada no 14º Festival Ibitipoca Blues. Confira a sonzera que “Madcat” mandou ao lado de outro monstro do blues, Big Joe Manfra, o qual também tocará no Festival.

Pra quem não vai subir a serra e quer curtir o melhor do blues, a dica é o lançamento do 14º Festival que acontece nesta quinta, dia 15, no Quintal Bar a partir das 18h. Estação Blues Trio aquece suas guitarras e gaitas para o festival que promete abalar as estruturas de Ibiti.

O proprietário do Quintal Bar, Anderson Salles, falou da importância do evento: "O evento já está na sua 14ª edição e sempre inova com projetos culturais voltados para a comunidade do arraial que dão continuidade mesmo depois que o evento passa."  

Pra você que está na vibe de curtir a sonzera que vai rolar na serra, confira aqui  dicas de como chegar, onde se hospedar, a programação completa, o histórico do festival e muitas outras coisas.

Agora é só se preparar e pegar o rumo do melhor festival de blues. 

Publicado por: Vinícius Barreto


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



06 Ago 2013

O universo DC Comics

Publicado em Cultura as 10h07





Não se falou em outra coisa após o painel da Warner na Comic-Con 2013: Batman e Superman ganharam uma data para seu encontro nas grandes telas. O anúncio surgiu de forma teatral, com a presença de Harry Lennix (o General Swanwick de O Homem de Aço) para ditar a seguinte frase: “Eu quero que você se lembre, Clark. Nos momentos mais íntimos, eu quero que você se lembre da minha mão na sua garganta. Eu quero que você se lembre do único homem que o derrotou” (Vídeo abaixo). Tal afirmação faz parte da HQ "O Cavaleiro das Trevas", escrita por Frank Miller. Contudo, uma sinopse não foi apresentada, deixando diversas possibilidades em aberto.


Enquanto isso, poucos dias depois, a Warner Channel (CW) esteve presente na conferência para a Associação de Críticos de TV nos EUA. Diversos produtores de programas estavam no local, mas os que possuíam as maiores novidades eram os de "Arrow", série inspirada no Arqueiro Verde. De forma simples, sem grande mistério, os criadores do programa Greg Berlanti e Andrew Kreisberg anunciaram uma novidade: o heroi The Flash vai aparecer em três episódios da segunda temporada. Além disso, o último deles vai servir como um termômetro, para assim decidir se velocista escarlate também ganhará sua própria série. E as novidades não param: outros membros da Liga devem aparecer em "Arrow", mas Batman e Superman podem ficar de fora.


 

É aqui, neste pequeno ponto, entre essas duas linhas do mesmo mundo, que começam minhas especulações. Há tempos eu vinha pensando que a DC poderia convergir os mundos do Cinema e da TV para criar a Liga da Justiça na sétima arte, o que agora ganhou força. E se eles utilizassem as suas duas linhas para unir tudo? É uma ideia inteligente, já que, assim, eles criariam um perfil para os membros mais esquecidos da Liga, por exemplo: Aquaman, o próprio Arqueiro Verde, Caçador de Marte, The Flash e a própria Mulher Maravilha. Colocá-los em "Arrow" (foto abaixo) por meio de participações pode ser interessante, já que ajudaria a DC em seu caminho por um sonhado filme da Liga da Justiça, agora cada vez mais certo.

E então, o que você acha disso tudo? Rumores existem, as possibilidades estão no ar. Pode dar certo? Eu acredito muito nessa possível abordagem!  
 

Colunista convidado Marco Victor Barbosa:
Jornalista, editor e fundador do site 
Cinefagia (http://www.cinefagia.com.br).

Publicado por: Marco Victor Barbosa - Editor do site Cinefagia (filmes e séries)


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



02 Ago 2013

Será que eu passo?

Publicado em Cultura as 18h00





As aulas voltaram e, com elas, a velha dúvida é repetida por muitos alunos que não se deram muito bem no primeiro semestre: “Será que eu vou passar?”.  Pensando nesses alunos e na preparação para o ENEM, o Zine preparou uma matéria com alguns professores falando sobre o assunto.

Nem tudo está perdido, jovem padawan. Vem aí mais seis meses de estudo e chances de se recuperar, mandar bem no colégio e arrebentar nos vestibulares. É só saber aproveitar esse tempo pra correr atrás do prejuízo.


 

A professora de português Vanessa Lage, do CAVE, nos contou quais os "segredos" para que os alunos consigam se recuperar e ainda  falou como se sair bem no ENEM

Quais atitudes devem tomar esses alunos que não se saíram muito bem no primeiro semestre?

“Os alunos que não puderam se dedicar tanto aos estudos até agora ainda têm chances de recuperar sim, desde que estejam centrados, ou seja, focados em seu objetivo de obter sucesso e aprovação. Para tal, devem estar atentos às aulas, mantendo o estudo do conteúdo em dia, perguntando dúvidas ao seu professor.”

Depois de receita de macarrão instantâneo e hino de time, a prova de redação do ENEM terá mais rigor na correção. Vanessa falou sobre a importância da prova e de como não vacilar, nem ficar pra trás nesse momento decisivo.

“Em virtude da importância da redação (que tem alto peso na nota do ENEM), os alunos devem dedicar um tempo considerável para leitura de jornais, por exemplo, mantendo-se informados e aptos a redigir textos acerca de quaisquer assuntos. O aluno bom leitor (e isso não é clichê) terá melhor êxito na prova do ENEM que prioriza a reflexão, a compreensão, deixando ‘para trás’ a memorização de conteúdos ou a ‘decoreba’ comum ao modelo de provas de ingresso do passado.”

 Foto: Galeria de fotos do CAVE

Marquinho, professor de geografia que também dá aula no Cave, conta que não é hora de desanimar e jogar todo o primeiro semestre no lixo: “O aluno não pode desistir, não pode deixar o primeiro semestre todo de lado, ainda dá tempo de se recuperar. Vale a pena se esforçar nessa reta final.”

Sabendo que não há atalhos para o sucesso, Marquinho evitou a palavra dica e reforçou a importância da prova de redação do ENEM.
“A prova de redação faz muita diferença. A facilidade de escrever vem com o hábito, é muito importante que alunos leiam e escrevam muito.”

A galerinha que está mais tranqüila e mandou bem no primeiro semestre não pode relaxar e achar que o jogo está ganho. Tem muita água para rolar. Aproveitem para tirar dúvidas e pegar mais firme nas matérias que não foram tão bem assim. Sacou?

Publicado por: Vinícius Barreto


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



30 Jul 2013

Havia um rei...

Publicado em Cultura as 15h00





Luizinho Lopes lança seu primeiro clipe, "Olhos no Oriente”.  O curta foi gravado nas proximidades de Ibitipoca (MG), e contou com uma equipe com cerca de 20 pessoas. Foi utilizada a mais alta tecnologia em câmeras, a 4k, câmera que grava os principais sucessos hollywoodianos.

Batemos um papo com o diretor, Victor Zaiden, sobre as dificuldades, expectativas, personagens e curiosidades a respeito da produção.

Como foi dirigir as cenas externas? Quais as maiores dificuldades?

“Alugamos uma câmera 4K para as cenas externas,  e quando optamos por trabalhar com esse material os desafios aumentam. A maior dificuldade foi o transporte até as locações, uma fazenda no alto de Ibitipoca, atrás da janela do céu. Tivemos que alugar um 4x4 para conseguir chegar até lá e mesmo assim ficamos atolados. Além disso, a equipe era grande, o que complicava ainda mais esse percurso, mas os resultados compensaram essas dificuldades".

Como foi o processo de criação dos personagens?

 "A letra da música já é uma fábula, quis dar um ar de magia e mistério aos personagens. Queria um diálogo entre os atores e a paisagem e, ao mesmo tempo, fugir do estereótipo de um rei velho. Optamos pela escolha de um ator ruivo e com barba ruiva para enfatizar o ar de magia.”
                                                        

As imagens externas chamam a atenção pelo visual paradisíaco. Foram utilizadas duas fazendas, a Fazenda do Areão e a fazendo de Cláudio Monteiro.  Luizinho Lopes nos contou um pouco sobre as escolhas das locações:


Luizinho Lopes

“O tema definiu os locais de filmagem. Quando se pensou em traduzir a música como uma fábula, intensificou-se a busca pelas locações. Essa fazenda do Cláudio Monteiro possui nove cachoeiras e, creio, este foi o fator decisivo.”

O primeiro clipe de Luizinho Lopes  traz um rei novo e seu dilema, a escolha entre as responsabilidades de um rei ou a mulher que ama. O ator Pedro Gui nos contou como foi o processo de construção e um pouco das características do personagem:


O ator Pedro Gui 

“Por ser um rei, o personagem passa certa confiança, mas como é um rei muito novo também tem a insegurança dos jovens. Eu me inspirei mais na juventude dele, já que só um jovem seria capaz de abandonar um reino para viver ao lado da mulher amada.”

Victor, claramente entusiasmado com o resultado, faz o convite a todos.

“O resultado não vai ser um filme ‘cabeçudo’, o espectador vai participar como se fosse um filme. O que faço, faço pros espectadores, quero que eles tenham prazer em assistir.”


Teaser 2

O Zine marcou presença no lançamento (veja fotos) e o resultado final você acompanha aqui:

Clipe da Música "Olhos do Oriente", de Luizinho Lopes.

Publicado por: Vinícius Barreto


  Imprimir Página Comentários Indique a um amigo
 



Anterior | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | Próximo

Publicidade

Twitter

Publicidade

Guest Fashion Inverno @ Victory Business Hotel
CONECTA
Open TV
Gráfica Visual Art
VISTA GRAF
Powerline

Coluna do Dia - 30/08/2014

30 de agosto de 2014 (Sábado)
+ ver todas as edições
    @ZineCultural