Entrar
Clique aqui para entrar

Gratidão à Vida que Segue: saiba como doar órgãos! - Zine Cultural

Blog

Gratidão à Vida que Segue: saiba tudo sobre doações de órgãos!

Por: Anderson Ferreira

Se você tem dúvidas sobre como doar órgãos e precisa esclarecer os mitos e verdades sobre o assunto, clicou no lugar certo!

Conheça a Gratidão à Vida que Segue, a nova campanha da Santa Casa de Juiz de Fora sobre o tema!

 

Como doar orgãos Santa Casa Juiz de Fora

 

A websérie "Gratidão à Vida que Segue" conta histórias emocionantes de doadores, seus familiares e pacientes que puderam seguir a vida graças ao transplante, confira! 

 

A Patrícia Tavella autorizou a doação dos órgãos do pai José Luiz, falecido no início de 2020. 
 

 

 


A Rosânia Almeida também teve um gesto de amor ao próximo e autorizou a doação dos órgãos do filho João Paulo Assis. 
 

 

 


O paciente Marcos Caruso recebeu um novo rim. Ele é grato à vida que segue e conta um pouco sobre o sentimento de "nascer de novo". Assista!
 

 

 


Confira abaixo as respostas das principais dúvidas sobre a doação de órgãos. Elas foram respondidas pelo nefrologista e coordenador da Unidade de Prática Integrada (UPI) de Transplantes da Santa Casa, Dr. Gustavo Fernandes Ferreira, e pelo cirurgião do serviço de transplantes da Santa Casa, Dr Glaucio de Souza.

 

1) Qual a importância da doação de órgãos?
 

 

 


2) Quais são os tipos de doações de órgãos?
 


 

 

 

3) Por que é importante conversar sobre o assunto? 
 

 

 


4) Quais órgãos e tecidos podem ser obtidos a partir de um doador falecido?
 

 

 


5) O Programa de Transplante no Brasil é seguro? 
 

 

 


6) Há doadores suficientes no Brasil? 
 

 

 


7) Como me tornar um doador de órgãos?
 

 

 


8) Como é feito o diagnóstico de morte encefálica?
 

 

 


9) Quem pode receber um órgão doado?
 

 

 


10) Como fica o corpo do doador após o transplante?
 

 

 


11) A Santa Casa de Juiz de Fora possui um programa de transplantes?
 

 

 

A Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora realiza transplantes há 37 anos e, atualmente, é credenciada para transplantes de fígado, rim, pâncreas e córnea. Atende pacientes em fila da Zona da Mata e Campo das Vertentes, além do interior do Rio de Janeiro.

 

Você também pode se interessar por:
 

6 fatos sobre a Santa Casa que orgulham Juiz de Fora!

O maior Hospital da Zona da Mata mineira está de cara nova!

 

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade