Entrar
Clique aqui para entrar

Samba pra gringo ver - Zine Cultural

Blog

Samba pra gringo ver

Por: Vinícius Barreto

Sucesso no programa The Voice, a cantora Alessandra Crispin, além de cantar muito, dá um show de simpatia e contou em entrevista exclusiva ao Zine Cultural, sobre seu novo projeto "Samba Fino" e os próximos passos da carreira, incluindo shows no palco carioca do Rio Scenarium nesta semana.
 
O que mudou depois da participação no reallity show musical "The Voice Brasil"?
 
Antes da participação no The Voice, eu era freelancer, não tinha uma banda. Era um projeto mais voltado pra barzinho, só voz e violão. Agora eu tenho uma banda formada. Além claro da visibilidade, depois do The Voice as pessoas passaram a ter muito mais abertura para o meu trabalho.
 


Como você vê o cenário atual do samba com tantas caras novas? 
 
Vejo com um olhar de esperança. É muito bacana. Como eu faço no meu projeto Samba fino, eu trago o samba antigo de Caroloa, Noel Rosa, Fundo de Quintal, mas com um olhar mais novo, mais contemporâneo. A aceitação é muito boa. A gente vê muita galera nova nos shows.


Qual a diferença entre o Samba Fino e seus antigos projetos?
 
O Samba Fino é o resultado do samba com vários outros estilos como o samba rock e MPB. Eu gosto de mesclar o samba com vários ritmos, daí surgiu esse projeto.


O que você pretende levar para o Rio Scenarium, para os cariocas e para os gringos que estão lá acompanhando a Copa?
 
Eu brinco que vai chegar um bando de mineiros, já que a banda é formada por músicos aqui da região. A gente vai chegar na cidade do samba, levando o samba da nossa maneira. A gente quer mostrar, tanto pros gringos quanto para os cariocas, o jeito do mineiro sambar.


Quais os próximos passos da carreira?
 
A gente tá com um projeto de lançar um single daqui a alguns meses, e até o final do ano lançar o CD com cerca de 9 a 10 faixas. Depois dessa turnê do Samba Fino, a gente se apresenta em Matias e volta para Juiz de Fora para lançar o novo Single. A galera que gosta do meu som pode esperar que vai ter samba sim e vem muita coisa boa por aí.
 


Além de excelente cantora, você também é compositora. O que você mais gosta de fazer, cantar ou fazer músicas?
Eu faço muito música. Costumo fazer letra e música, ultimamente eu tenho tido o prazer de dividir a autoria com alguns parceiros. A música Samba Fino, que é nossa música de trabalho, é uma parceria minha com meu diretor Musical Thiago Lazzarini, que também é baixista da banda e com Carlos Fernando Cunha que é um sambista da cidade. Foi um presente fazer essa música com eles. E agora está pintando outras parcerias. É muito importante ter uma opinião de fora e quando a gente vê sai um ‘filho’ junto (risos). Eu gosto de cantar principalmente as minha músicas, é muito gratificante quando alguém pede uma delas. O mais legal de tudo é ver que ela está sendo bem aceita. A gente quer chegar com um show 100% autoral.
 
Alessandra se apresenta no Rio Scenarium, nos dias 8, 9 e 10 de julho. 
Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade