Entrar
Clique aqui para entrar

Lei da Meia-Entrada: Afinal, como funciona? - Zine Cultural

Blog

Lei da Meia-Entrada: Afinal, como funciona?

Por: Rívia Petermann

O Zine Cultural também e ponto de venda de eventos de Juiz de Fora e, por isso, já esclarecemos por aqui sobre a censura no #BlogZine "E eu que sou menor de 18 anos, posso entrar na festa?". Agora, a dúvida que não quer calar é: quem tem direito e como funciona a lei da meia-entrada? Nós te explicamos tudo abaixo!

 


Estudantes, jovens de baixa renda, idosos acima de 60 anos e professores - em alguns estados e cidades - possuem o direito de pagar metade do valor em eventos culturais

 

Onde posso utilizar a meia-entrada? 

 

➡ A lei da meia-entrada tem aplicação válida para cinemas, cineclubes, teatros, espetáculos musicais e circenses, eventos educativos, esportivos, de lazer e entretenimento, realizados em estabelecimentos públicos ou privados. 

 

➡ A meia-entrada aplica-se a todas as categorias de ingressos disponíveis para a venda - camarotes, áreas VIP, cadeiras especiais, entre outros. No entanto, serviços eventualmente oferecidos nesses espaços não estão incluídos.

 


A meia-entrada pode ser utiliza em cinemas, cineclubes, teatros, espetáculos musicais e circenses, eventos educativos, esportivos, de lazer e entretenimento (Imagem retirada da internet)

 

Quantos ingressos devem ser destinados à meia-entrada em cada evento?


➡ Os ingressos disponíveis para meia-entrada devem corresponder a 40% do total dos ingressos disponíveis no evento.

 

Quem tem direito à meia-entrada?

 

Segundo o decreto 8537, de 5 de outubro de 2015, possuem direito à meia-entrada:

➡ Estudante regularmente matriculado em instituição de ensino pública ou privada, mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE), nos seguintes níveis escolares:

• Educação básica
• Ensino fundamental
• Ensino médio
• Educação superior

➡ Jovens de baixa renda de 15 a 29 anos com renda familiar mensal de até dois salários mínimos, inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);

➡ Pessoa com deficiência física, mental, intelectual ou sensorial, que possam obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em condições de igualdade com outra pessoa;

➡ Acompanhante da pessoa com deficiência, com apresentação da declaração da necessidade de acompanhamento.

 


Estudantes, jovens de baixa renda , pessoas com deficiência e eventual acompanhante têm direito à meia-entrada, de acordo com a lei. Para professores, há alterações estaduais e municipais. Para idosos, é garantido pelo Estatuto do Idoso.

 

Professor tem direito à meia-entrada?

 

➡  Os Estados e Municípios brasileiros legislam com aplicações diferentes à lei da meia-entrada - ou seja, ela pode variar e, ainda, sofrer alterações de tempos em tempos. Em alguns locais, os benefícios podem ser limitados ao setor público ou estendido ao setor privado. Para saber se há alguma política deste tipo, é necessário entrar em contato com a Secretaria de Educação do Estado ou Município.

 

➡  Meia-entrada para professor em Juiz de Fora: A lei n° 13.649, de 16 de janeiro de 2018, assegura a aplicação da lei da meia-entrada aos profissionais da Educação Básica, no exercício da profissão, válida para estabelecimentos culturais e de lazer na cidade.

 

 

A categoria "profissional de educação básica" abrange, além dos professores, todos os funcionários atuantes neste nível como diretores, assessores, coordenadores, entre outros, de acordo com a Lei 12.014, de 6 de agosto de 2009.

 

➡ Para comprovar o direito à meia-entrada, é aceito o contracheque que identifique o órgão ou local de trabalho do profissional de educação básica e/ou o cargo que ocupa e/ou carteira de associado do sindicato da categoria.

 

 

Quais são os órgãos emissores oficiais da carteirinha de estudante?


• Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) 

• União Nacional dos Estudantes (UNE)

• União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes)

• Entidades estaduais e municipais filiadas à orgãos oficiais;

• Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs) 

• Centros e Diretórios Acadêmicos

 

 

Meia-Entrada para deficientes

 

➡ A meia-entrada para pessoas com deficiência é garantida mediante apresentação, na aquisição do ingresso e na portaria do evento,  de um dos documentos abaixo:

• Cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social;

• Documento que ateste a aposentadoria, emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), de acordo com os critérios estabelecidos pela Lei Complementar n° 142, de 8 de maio de 2013.

 

Meia-Entrada para idosos

 

➡ Idosos com idade superior a sessenta anos têm direito a meia-entrada. Para comprovação, basta apresentar o documento de identidade. 


➡ Apesar de não constar no decreto 8537, referente à regularização da meia-entrada, O Estatuto do Idoso (Lei Federal nº 10741/2003) garante o direito. 

 

 

Aposentados também pagam meia-entrada? 

 

➡ Não. A condição de aposentado por si só não garante direito a meia-entrada, apenas se a pessoa, além de aposentada, se enquadrar em uma das situações previstas pela lei. Algumas redes de cinema e teatro oferecem 50% de desconto específico para aposentados, porém é uma cortesia de determinadas empresas independente da legislação. No entanto, algumas cidades brasileiras possuem leis municipais que garantem o desconto para aposentados e pensionistas do INSS que ganhem até 3 salários mínimos.

 

 


Se você se encaixa na lista de sortudos que podem utilizar a meia-entrada, é só correr para o abraço. Ou, melhor ainda, que tal correr para nossa agenda e começar a utilizar agora mesmo?! É só clicar AQUI e PARTY HARD!

 


 

Leia mais:

 E eu que sou menor de 18 anos, posso entrar na festa?

14 grandes shows em Juiz de Fora até junho de 2018

#IbitiPartiu: 8 eventos confirmados em Ibitipoca para este ano

 

Zine Imóveis
// Imóveis em destaque!
Publicidade